Make your own free website on Tripod.com

Monte Sinai

 
A Índia Já Assinou Sua Sentença de Morte Com Seu Programa Nuclear Bélico

 

http://www.cuttingedge.org

 

O livro do Apocalipse prediz que no fim da Grande Tribulação, um imenso exército chinês marchará em direção a Israel. Quando o grande exército dos reis do oriente marchar em direção ao Oriente Médio, destruirá tudo o que encontrar pelo caminho. Um exame atento revela que a maior vítima dessa carnificina será a população indiana.

 

A Nova Ordem Mundial está chegando! Você está preparado?

 

Compreendendo o que realmente é essa Nova Ordem Mundial, e como está sendo implementada gradualmente, você poderá ver o progresso dela nas notícias do dia a dia!!

Aprenda a proteger a si mesmo e aos seus amados!

Resumo da notícia: "A Índia Realiza Três Testes Nucleares", Ashok Sharma, articulista da Associated Press, 11 de maio de 1998.

"Nova Délhi, Índia (AP) - A Índia detonou três bombas nucleares no subsolo na segunda-feira e anunciou que já é capaz de produzir armas nucleares, provocando a ira de seu vizinho e rival, o Paquistão, e desafiando uma campanha mundial para conter a propagação de artefatos bélicos nucleares."

"O governo indiano há um mês no poder, liderado pelo partido nacionalista hindu Bharatiya Janata, surpreendeu seus aliados e seus inimigos com os primeiros testes nucleares do país em 24 anos."

"O primeiro-ministro Atal Bihari Vajpayee convocou os repórteres à sua residência para revelar que a Índia havia realizado três testes nucleares subterrâneos no deserto a 500 quilômetros a sudoeste de Nova Delhi. Ele afirmou que não houve liberação de radiação na atmosfera e esclareceu que os cientistas testaram um aparelho de fissão, um artefato de baixo rendimento e um artefato termonuclear."

"O governo indiano não fez comentários sobre o tamanho da explosão. O Instituto Federal de Tecnologia da Suíça disse que seus aparelhos de medição sísmica registraram a intensidade de 5.2 graus, o que seria equivalente a cerca de 10 quilotons de TNT. A bomba atômica que devastou Hiroshima era equivalente a 15 quilotons. O Paquistão, que segundo se acredita também possui capacidade nuclear, reagiu imediatamente, prometendo tornar suas defesas impenetráveis contra qualquer ameaça indiana, seja ela nuclear ou convencional."

Antes desses testes nucleares indianos, muitas pessoas se enganavam pensando que o Tratado de Desarmamento Nuclear realmente impediria que alguma nação desenvolvesse capacidade nuclear. De fato, a única razão por que o Tratado de Desarmamento Nuclear tornou-se realidade foi o fato de as nações que já têm a capacidade nuclear já testaram o suficiente para que possam criar simulações em computador muito precisas com base nos dados reais coletados durante os testes. Em outras palavras, essas nações não precisam mais realizar testes reais.

Entretanto, países como a Índia e o Paquistão, não possuem os dados das detonações nucleares reais, e precisam testar para desenvolver seu próprio arsenal nuclear. Uma das conclusões à qual podemos chegar devido a esses testes indianos é que qualquer acordo global, como o Tratado de Desarmamento Nuclear, é apenas um pedaço de papel, já que não existe nenhum controle legal. Ou seja, não temos nenhum governo supranacional, como as Nações Unidas, que possa forçar uma nação soberana a tomar, ou abster-se de tomar certas ações. Devemos ficar felizes com isso, pois o plano da Nova Ordem Mundial prevê que a ONU torne-se esse governo global que poderá forçar qualquer país a cumprir exatamente suas determinações, nem mais, nem menos. É claro que o único cenário em que isso será possível é se as Nações Unidas estiverem sob as garras tiranas de um ditador absoluto, o Anticristo.

Historicamente, a Índia sempre enfrentou dois inimigos implacáveis: o Paquistão e a China.

Como esse é o caso, devemos fazer uma simples pergunta: qual desses dois inimigos a Índia estava tentando atingir com esse teste nuclear?

Já que tanto o Paquistão como a China reagiram agressivamente aos testes, não podemos deduzir pela reação deles a quem a Índia estava enviando a mensagem de seus testes nucleares. Uma resposta óbvia a essa pergunta seria "tanto o Paquistão quanto a China". Embora essa resposta possa estar parcialmente correta, acredito que a Índia estava preocupada o suficiente apenas com a China para correr o risco de tomar uma ação que provocaria indignação na comunidade internacional. Lembre-se que a Índia é um país que sempre precisou de ajuda da comunidade internacional de uma forma ou de outra, geralmente em assistência agrícola ou em medicamentos. Apenas o medo da China levaria a Índia ao extremo de conduzir testes nucleares, que os líderes indianos sabiam que provavelmente resultariam em sanções contra o país.

Acreditamos que a Índia tenha motivos pessoais para temer tanto a China ao ponto de enviar essa forte mensagem neste momento da história. Há tempos que a China possui capacidade nuclear, os rudimentos das quais obteve provavelmente dos russos antes do cisma sino-soviético nos anos 70. Apesar disso, a China nunca teve mísseis precisos e confiáveis para lançar suas ogivas nucleares.

No entanto, o presidente Clinton tomou recentemente uma medida, via Ordem Executiva Presidencial [espécie de Decreto-Lei], que permitiu às companhias americanas fornecer à China a sofisticada tecnologia de orientação de mísseis. Repentinamente todas as nações no cenário sino-indiano estão correndo perigo. A Índia ficou muito preocupada e decidiu que seria melhor enviar uma mensagem firme à China que poderá defender-se adequadamente contra qualquer ataque chinês.

No artigo A China Está Preparada Para Cumprir uma Terrível Profecia do Apocalipse, revelamos muito sobre a profundidade dos fatos tratados neste artigo. Na verdade, este artigo é apenas um complemento ao artigo referido e, portanto, nós o encorajamos a lê-lo agora, para compreender melhor o que estamos dizendo.

Acho que ninguém duvida que o "exército dos reis que vêm do oriente, formado por 200 milhões de soldados, é o exército chinês. Se você ler a descrição detalhada desse exército em Apocalipse 9:17-19, verá o quanto é provável que seja o exército chinês. Além disso, também relatamos que as forças armadas chinesas recentemente concluíram uma nova estrada bem ampla que vai da região central da China até a fronteira com o Afeganistão. Essa será a extensão dessa estrada, já que o terreno que vai do Afeganistão até Israel é tão plano quanto qualquer comandante de Divisão de Tanques gostaria que fosse. No entanto, a estrada, da forma como foi construída, atravessa a montanha com o terreno mais difícil do mundo, literalmente no topo do planeta. Essa estrada passa ao norte da Índia, na verdade a apenas alguns quilômetros de distância...

Os altos funcionários do governo indiano, tanto militares como civis, têm observado com angústia os chineses construírem essa estrada bem próximo do seu território. Eles certamente entendem que essa estrada cara e complicada está sendo construída para ser usada! Eles compreendem que, em algum momento próximo, um enorme exército chinês poderá estar marchando por essa estrada. É compreensível que os líderes indianos sintam-se ameaçados. As altas montanhas do Himalaia há séculos servem como uma barreira natural à penetração chinesa; no entanto, essa estrada acabou de resolver o problema. Sozinha, ela já é uma grande ameaça chinesa à Índia.

Na década passada os líderes indianos viram o governo chinês mudar a economia de puro comunismo para um fascismo pragmático. Lembre-se da definição de fascismo: é a situação econômica em que o setor privado detém os meios de produção (fábricas, minas, poços de petróleo), mas o governo intervém decidindo quantos concorrentes poderão produzir o mesmo tipo de produto. O governo também decide o preço de cada item ou, pelo menos, define uma faixa de preço. O fascismo funciona quase tão bem quanto o capitalismo, e muito melhor que o comunismo, porque deixa a decisão de quanto de cada item produzir nas mãos do setor privado. Em um regime fascista, a demanda do mercado é que estimula a produção de bens e serviços. Lembre-se que o plano da Nova Ordem Mundial prevê que o mundo inteiro esteja sob uma economia fascista. Esse tipo de economia funcionou muito bem na Alemanha de Adolf Hitler, na Itália de Mussolini e no Japão do imperador Hirohito. Além disso, a economia japonesa tem sido fascista desde a Segunda Guerra Mundial, e todo o mundo fica admirado pela riqueza e pelos bons tempos que propiciou ao povo japonês.

Na década passada os líderes indianos assistiram a economia fascista da China produzir uma riqueza inacreditável, tanto em termos da velocidade com que a economia produziu essa riqueza quanto no que se refere ao montante de riqueza produzida. As forças militares chinesas foram recipiendárias de uma grande parcela dessa nova riqueza. Elas foram modernizadas, substituindo equipamentos obsoletos pelo que há de mais moderno em tecnologia bélica. A China adquiriu sistemas de armamentos inteiros de várias fontes: EUA, Europa, Rússia e até de Israel. Aí então, Bill Clinton proveu um elemento crítico para essa modernização das forças armadas chinesas quando autorizou as empresas americanas a venderem modernos sistemas de orientação de mísseis à China!

No mais, nossas notícias nos últimos anos revelam situações em que a administração Clinton vendeu reatores nucleares e tecnologia nuclear específica para a China. Parece que os EUA estão fazendo de tudo para equipar a China com um tipo de armamento que poderá certamente matar um terço da humanidade.

Se você fosse um líder militar indiano, também estaria muito preocupado. Agora, o exército chinês, que poderá marchar pela larga e moderna estrada, também poderá estar equipado com o que há de mais moderno em tecnologia bélica. Assim, a descrição desse exército invasor do Oriente, da forma como fizemos no artigo referido anteriormente, torna-se ainda mais aplicável. Encorajamos novamente você a ler esse artigo.

A Índia também deve estar ciente que o plano da Nova Ordem Mundial prevê uma invasão chinesa ao Oriente Médio "no final do período" [The Armageddon Script, de Peter Lemesurier]. Esteja certo disto: a Índia realizou esses testes nucleares porque se sente muito ameaçada pela China. Esse sentimento de vulnerabilidade pode ser observado na declaração que um dos líderes indianos fez imediatamente após a realização dos testes.

"Apesar das reações contrárias, os altos funcionários indianos estavam claramente num clima de comemoração, distribuindo doces aos repórteres na coletiva à imprensa."

"'Levamos em conta as repercussões econômicas. Não enfrentaremos problema algum', disse Brajesh Mishra, um assessor do primeiro-ministro. 'Esses testes provaram que a Índia tem uma comprovada capacidade para um programa nuclear bélico.'"

'Espero que os EUA entendam que esses testes foram feitos visando a segurança da população indiana', acrescentou."

Você compreendeu essa última frase? Os altos funcionários indianos estavam enviando um sinal bem claro que, caso um exército chinês marche próximo à fronteira com a Índia equipado com ogivas nucleares, a Índia poderá responder de igual para igual. Ou, pelo menos, poderá ameaçar responder em igualdade.

Os chineses responderam com a agressividade previsível.

"Beijing (AP) - A China acusou a Índia, na quinta-feira, de usar testes nucleares como parte de uma estratégia para dominar o sul da Ásia enquanto tenta retratar Beijing como uma ameaça à estabilidade regional. 'Desafiando a opinião mundial, o governo indiano solapa os esforços internacionais de proibir os testes, buscando alcançar a hegemonia no sul da Ásia e provocando uma corrida bélica nuclear na região', disse uma nota emitida pelo Ministério das Relações Exteriores da China."

"A Índia 'difamou a China ao afirmar que constitui uma ameaça nuclear', disse a nota. 'Isso não tem fundamento.'"

Quando a China iniciar sua marcha para invadir o Oriente Médio, em cumprimento às profecias do Apocalipse, a Índia se sentirá definitivamente ameaçada e, muito provavelmente, reagirá convocando suas reservas militares e deslocando as unidades para a fronteira ao norte. Quando um grande efetivo chinês chegar à região, as hostilidade certamente explodirão. No momento em que a China atacar as forças indianas com seu novo arsenal, a Índia perceberá que não apenas está lutando uma guerra contra uma força muito mais numerosa, que somente a China poderia reunir, mas que também essa força está equipada com uma tecnologia mais avançada, produzida pela indústria bélica européia e norte-americana. Essa combinação resultará na aniquilação das forças armadas indianas pela China.

Dessa forma, não teremos que usar muito a imaginação para presumir a situação em que os chineses usarão sistematicamente suas forças nucleares para destruir toda a nação indiana. Como esse julgamento ocorrerá quase no fim da Grande Tribulação, cerca da metade da população mundial já terá morrido por diversas causas. Então, nesse tempo, a população atual de 6 bilhões de pessoas do mundo já estará reduzida a 3 bilhões. Um terço desse contingente é equivalente a 1 bilhão de pessoas, aproximadamente a população atual da Índia!

Sem saber, a Índia pode ter assinado sua sentença de morte ao realizar esses testes nucleares. Apenas o tempo dirá, mas acredito que isso é o que acontecerá quando a China deslocar suas forças armadas rumo ao Oriente Médio para invadir Israel, cercar Jerusalém e convidar o Senhor Jesus Cristo a retornar para salvar Seu Povo Eleito. Acabamos de testemunhar a preparação para o cumprimento da profecia bíblica!


Você está preparado espiritualmente? Sua família está preparada? Você está protegendo seus amados da forma adequada? Esta é a razão deste ministério, fazê-lo compreender os perigos iminentes e depois ajudá-lo a criar estratégias para advertir e proteger seus amados. Após estar bem treinado, você também pode usar seu conhecimento como um modo de abrir a porta de discussão com uma pessoa que ainda não conheça o plano da salvação. Já pude fazer isso muitas vezes e vi pessoas receberem Jesus Cristo em seus corações. Estes tempos difíceis em que vivemos também são um tempo em que podemos anunciar Jesus Cristo a muitas pessoas.

Se você recebeu Jesus Cristo como seu Salvador pessoal, mas vive uma vida espiritual morna, precisa pedir perdão e renovar seus compromissos. Ele o perdoará imediatamente e encherá seu coração com a alegria do espírito de Deus. Em seguida, você precisa iniciar uma vida diária de comunhão, com oração e estudo da Bíblia.

Se você nunca colocou sua confiança em Jesus Cristo como Salvador, mas entendeu que ele é real e que o fim dos tempos está próximo, e quer receber o Dom Gratuito da Vida Eterna, pode fazer isso agora, na privacidade do seu lar. Após confiar em Jesus Cristo como seu Salvador, você nasce de novo espiritualmente e passa a ter a certeza da vida eterna em Seu reino, como se já estivesse com Ele.  Se quiser saber como nascer de novo, CLIC AQUI AGORA!!!

No entanto, se a dificuldade está nas doutrinas (de homens) que a sua igreja prega, siga então o último conselho bíblico: Saia dela Povo Meu! Apoc 18:4.

Esperamos que este ministério seja uma bênção em sua vida. Nosso propósito é educar e advertir as pessoas, para que vejam que Jesus está às portas!!!

Que Deus o abençoe.

Clic Aqui para enviar esta Matéria para um amigo!

 

HOME

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

..