Make your own free website on Tripod.com

Monte Sinai

 
27 - Maravilhas do Século XX

 

 

 

1. TREMENDAS mudanças estão ocorrendo em nosso mundo, e milhares de pessoas procuram saber o que significa realmente esta proliferação de problemas ao nosso derredor. Eles vêem tumulto, comoção, guerras e rumores de guerras, e perguntam "o que quer dizer tudo isto?" Por outro lado, eles vêem as maravilhas das últimas invenções que a Ciência moderna tem produzido durante o último século. Eles não podem deixar de maravilhar-se, por que é que, quando Abraão Lincoln nasceu, os homens não tinham meios de transporte ou de comunicação muito diferentes do que tivera Abraão, o pai do povo judeu, que vivia perto de 4.000 anos atrás. Os modernos inventos não somente são maravilhosos, mas o seu significado é um grande mistério para muita gente.

2. Alguns dirão, naturalmente, que o mundo se tornou mais sábio e mais inteligente, que possui mais conhecimento. Tudo isto é verdade. Mas lembremo-nos de que essas coisas não acontecem por acaso. Não seriam previstas pela providência de Deus?

3. Alguns de nós lembramo-nos dos dias quando havia ainda poucos automóveis ou aviões para o transporte. Nós lembramos o tempo quando havia pouca eletricidade e não tínhamos nenhum ou muito pouco destas maravilhosas máquinas, ferramentas e aparelhos elétricos. Já pensou? As mães de alguns de nós ainda passavam a roupa usando um pesado ferro que colocavam sobre a chapa de ferro de um fogão para esquentar. Elas lavavam sua roupa com suas próprias mãos. Não tinham aspiradores de pó, liquidificadores ou tostadeiras elétricas como nós temos hoje. Nem tão pouco tinham rádios, televisores ou gravadores elétricos.

 

No Tempo do Vovô

4. Muitos dos nossos avós levavam aproximadamente um mês para virem de navio da Europa para este continente. Ao passo que hoje podemos voar à Europa em poucas horas. Realmente, essa velocidade quase ultrapassa nosso entendimento. Já pensou? Agora, raquetas estão voando a uma velocidade de até 32.000 quilômetros por hora, e o fim destas maravilhas ainda não está à vista.

5. Mas essas coisas não vieram acidentalmente. Muita gente acredita honestamente que todas essas invenções surgiram dentro do plano de Deus e que são evidentes sinais da breve vinda do Messias. Está escrito ao Seu respeito:

- "No Monte das Oliveiras, achava-Se Jesus assentado, quando se aproximavam dEle, os discípulos, em particular, e Lhe pediram: Dize-nos quando sucederão estas coisas (a destruição de Jerusalém e do Templo), e que sinal haverá da Tua (segunda) vinda e da consumação do século? E Ele lhes respondeu:... E será pregado este evangelho do reino por todo o mundo, para testemunho a todas as nações. Então virá o fim. Quando, pois, virdes o abominável da desolação de que falou o profeta Daniel, no lugar santo, aquele quem lê isto, entenda." Mateus 24:3, 14, 15 (Gr.).

-"Porque naqueles dias haverá tão grande aflição como nunca havia desde o começo da criação do mundo que Deus criou até os nossos dias, nem nunca haverá.'' Marcos 13:9.

-"Mas aquele que perseverar até o fim, esse será salvo." Mateus 24:13.

 

A Profecia de Daniel

6. Nas passagens acima, o Messias menciona Daniel, o profeta. Você sabia que Daniel escreveu que sinais precediam a volta do Messias? Vamos notar sua profecia conforme se encontra no último capítulo do seu livro:

-"Nesse tempo Se levantará Miguel (o Messias), o grande príncipe, o defensor dos filhos do teu povo, e haverá tempo de angústia como nunca houve desde que houve nação até aquele tempo; mas naquele tempo será salvo o teu povo, todo aquele que for achado inscrito no livro. E muitos dos que dormem no pó da terra, ressuscitarão, uns para a vida eterna, e outros para vergonha e desprezo eterno. Os que forem sábios, pois, resplandecerão como o fulgor do firmamento; e os que a muitos conduzirem à justiça, como as estrelas sempre e eternamente. Tu, porém, Daniel, encerra as palavras e sela o livro, até ao tempo do fim; muitos o esquadrinharão e o saber se multiplicará.'' Daniel 12:1-4 (H).

7. Notemos algumas expressões que acabamos de ler. Repare, primeiro, na palavra "Miguel". É um nome hebraico que significa "Ele que é como Deus" ou "Ele que é igual a Deus", isto é, o Messias. Ele "Se levantará, o Grande Príncipe (o Filho de Deus), o defensor dos filhos do vosso povo: e haverá um tempo de angústia qual nunca houve desde que houve nação". Nós estamos vivendo nos princípios desse tempo de angústia. As nações temem-se umas às outras e o coração dos homens pára de bater, de medo, porque temem o futuro e se entristecem ao verem acontecer tanta coisa horrível sobre a Terra. Por este motivo, eles vivem em constante medo e temor, e alguns cometem até suicídio. Devido às condições do mundo, eles não confiam no futuro e estão perplexos diante do significado destas coisas. Contudo, os filhos de Deus que lêem e estudam as Suas revelações da verdade na Bíblia Sagrada, não precisam ter medo do futu ro.

 

Redenção Prometida

8. Note isto: "E naquele tempo, será salvo o Teu povo (aqueles que são fiéis a Deus), todo aquele que se encontrar inscrito no livro, isto é, no Livro da Vida.

Nossos avós nos ensinavam que, quando o Messias vier, os justos e piedosos mortos seriam ressuscitados à vida. Isto está certo, pois preste atenção a estas palavras: "Muitos dos que dormem no pó da terra despertarão, uns para a vida eterna... E os que forem sábios, resplandecerão como o fulgor do firmamento; e os que a muitos conduzirem à justiça, como as estrelas, infinita e eternamente." Daniel 12:2, 3 (H). Repare que Deus exalta aqueles do Seu povo que conduzem muitos à justiça. É esse o grande propósito da divina revelação. Eis aqui mais uma prova de que estamos vivendo "no tempo do fim" referido na profecia. As invenções dos nossos tempos evidenciam com clareza que estamos vivendo nos últimos dias da história da Terra. A Era Messiânica trará eterna salvação a todas as pessoas santas e justas, e trará destruição aos ímpios.

 

Conhecimentos Aumentados

9. Veja a seguinte passagem: ''Tu, porém, Daniel, encerra as palavras e sela o livro, até ao tempo final; muitos correrão de um lado para o outro, e os conhecimentos aumentarão."

Não é um fato que os conhecimentos têm aumentado e que os homens correm de um lado para o outro sobre a face da terra? Pense nisto! O Livro de Daniel foi escrito para o tempo do fim e predisse o que aconteceria no Tempo do Fim. "Muitos correrão de um lado para o outro e os conhecimentos aumentarão." Um século é meio atrás, os homens dificilmente poderiam dizer que estavam correndo de um lado da Terra para outro lado. Seus meios de transporte ainda não eram muito superiores aos do tempo de Abraão, o pai do povo judeu. Todavia, nós podemos dizê-lo hoje. As pessoas não somente estão correndo, mas estão até voando de um lado da Terra para o outro! De automóvel, de trem, de avião a jato, as pessoas se locomovem rapidamente de um lugar para outro, mesmo até para a Lua. E, mais ainda, não o fazem usando motores convencionais, mas com motores a jato! Pense nisso! Voar para a Europa em poucas horas! E já se fala que, dentro em breve, faremos a viagem para a Europa em ainda menos tempo, de avião-foguete.

10. Pense nos mísseis inter-continentais e nos foguetes inter-planetários zunindo através do espaço a uma velocidade superior a 30 mil quilômetros por hora. Não se pode avaliar o que isto significa. Cada vez que contemplamos uma lâmpada elétrica, podemos ver um sinal da breve vinda do Messias. Os conhecimentos têm aumentado. Cada vez que olhamos para um automóvel ou um avião a jato, vemos mais um sinal da breve vinda do Messias. Cada vez que um míssil é lançado ao ar, atingindo um alvo terrestre ou entrando em órbita ao redor da Lua ou de um dos planetas do nosso sistema solar, estamos diante de mais um sinal da breve vinda do Messias. Cada vez que ouvimos o rádio ou assistimos à TV, temos um sinal que o Messias em breve virá. Deus disse que os conhecimentos aumentariam e que os homens correriam de um lado da Terra ao outro lado, no tempo do fim. Ora, que isto está se cumprindo, ninguém pode negar. É sinal de que estamos vivendo nos dias que precedem a vinda do Messias.

 

Comunicação Rápida

11. Durante este século, aconteceram tremendas coisas, muitas delas bem além da compreensão humana. Suponha que, quando os nossos avós eram crianças, alguém lhes teria dito que, algum dia, ser-lhes-ia possível ver pessoas em atividade a uma distância de milhares de quilômetros, não só ver, mas também ouvir suas vozes falando no outro lado da Terra, e homens sobre a face da Lua. Eles teriam exclamado: ''Impossível!'' Se alguém lhes tivesse dito que aviões viajariam a velocidade maiores de 900 quilômetros por hora e que mísseis e foguetes atravessariam o espaço a 30.000 quilômetros por hora, os nossos avós achariam tais predições fantásticas. No entanto, elas são hoje realidades. Podemos indagar quem deu esses conhecimentos ao homem? Com toda certeza, somente Deus podia fazê-lo, o Criador.

12. A guerra de 1812 que os Estados Unidos (de recente independência) travaram contra a Grã-Bretanha acabou oficialmente quando o Tratado de Ghent (na Bélgica) foi assinado pelos representantes dos dois poderes a 24 de dezembro de 1814. A notícia desse ato só chegou aos Estados Unidos 49 dias mais tarde - a 15 de fevereiro de 1815! A batalha de Nova Orleans foi travada no dia 8 de janeiro de 1815, porque os generais britânicos e americanos - Sir Edward Pakenham e Andrew Jackson, respectivamente - não foram informados de que as hostilidades haviam cessado oficialmente há duas semanas atrás! Hoje o mundo inteiro seria informado dentro em poucos minutos depois da ocorrência.

 

A Primeira Ferrovia

13. Quando a primeira ferrovia foi construída muitos anos atrás, circularam na Inglaterra as notícias de que um trem viajara na Inglaterra no dia 25 de setembro de 1825 de Stockton a Darlington, uma distância de 30 quilômetros. Muita gente recusou-se a acreditar na reportagem e o Parlamento designou uma comissão para investigar o fato. Acharam que era ridículo supor que um trem pudesse viajar uma distância de 30 quilômetros.

14. Voltemos, novamente, ao ano 1828, há tanto tempo atrás! Uma sociedade solicitara permissão a uma junta escolar em Lancaster, Ohio, para realizar, no prédio escolar, um debate sobre a utilidade de ferrovias. A junta escolar rejeitou o pedido, nos seguintes termos:

'Sejam bem-vindos no prédio escolar se quiserem debater assuntos apropriados. Mas temas referentes a ferrovias e telégrafos são impossibilidades e heresias. Não há menção de nada disto na Palavra de Deus. Se Deus houvesse determinado que Suas criaturas inteligentes viajassem à tremenda velocidade de 24 quilômetros por hora a vapor, Ele o teria claramente anunciado através de Seus santos profetas. É uma invenção de Satanás para seduzir almas imortais levando-as ao inferno."

Isto aconteceu há somente 150 anos atrás. Não confere um sentido aos avanços científicos nos tempos modernos?

 

Aviso em 1831

15. Eis aqui um outro exemplo. É um aviso da ferrovia publicado em 1831 pela New Central Railroad:

"A locomotiva partirá diariamente quando o tempo estiver bom, com um trem de carros de passageiros. Em mau tempo, carros puxados a cavalo correrão no mesmo horário."

16. Observe as seguintes regras estranhas para os viajantes que vigoravam numa das primeiras ferrovias:

"Qualquer pessoa desejando viajar de Liverpool a Manchester, ou vice-versa, ou a qualquer porção do seu trajeto, deve requerer, com 25 horas de antecedência, permissão do agente da estação, dando nome, lugar de nascimento, idade, ocupação e motivo da viagem.

"O agente da estação, Depois de convencer-se de que o requerente deseja viajar por justo e legal motivo, emitirá a passagem ao requerente, o qual viajará no trem, na mesma indicado.

''Os trens sairão do seu ponto de partida tão próximo ao horário quanto possível. Mas a Companhia não garante quando chegarão ao seu destino.

''Os trens que não chegarem ao seu destino antes de escurecer, ficarão num dos muitos pontos de parada ao longo da rota para o pouso, da noite. Os passageiros devem pagar e providenciar sua própria hospedagem durante a noite.

"A bagagem será levada em cima da capota dos vagões. Se a bagagem ficar molhada, a Companhia não se responsabilizará por qualquer dano ou prejuízo decorrente do fato."

Isto foi em 1831 - cerca de 150 anos atrás. Pense só que maravilhosos avanços foram feitos desde então.

Eis aqui uma notícia de jornal, do ano 1866, que diz respeito ao telefone que nós consideramos tão importante hoje:

''Um homem de cerca de 46 anos de idade que se diz chamar-se Joshua Coppersmith, foi preso em Nova Iorque ao tentar extorquir fundos de pessoas ignorantes e supersticiosas exibindo-lhes um aparelho o qual - ele afirma - pode transmitir a voz humana, através de fios metálicos, a qualquer distância, de maneira que será ouvida na outra extremidade da linha. Ele chama o instrumento de telefone. As pessoas bem informadas sabem que isto não é possível, e que, mesmo se fosse possível, não teria nenhum valor prático. As autoridades que prenderam este criminoso estão de parabéns e esperamos que o embusteiro seja punido sem demora conforme merece".

 

0 Telefone

18. Onze anos depois, apareceu nos jornais a notícia que Alexandre Graham Bell foi contemplado com a patente do seu original telefone por ele inventado, e que os primeiros telefones comerciais foram instalados em maio de 1877. Mudanças estranhas e maravilhosas foram realizadas em nosso mundo. Você já pensou que há tantos milênios atrás, Deus tenha falado, em Sua Palavra, a respeito da comunicação por meio de mensagens elétricas? Hoje vemos isto realizado. Pense só no telégrafo, telefone, rádio, televisão. Note bem o significado disto que o Senhor perguntou a Jó há cerca de 3.700 anos atrás:

- ''Poderás tu ordenar aos relâmpagos que saiam e te digam: aqui nós estamos? Jó 38:35 (J).

O que é o relâmpago? É eletricidade. É corrente elétrica. Ai Deus perguntou: Podes mandar relâmpagos (correntes elétricas) que possam ir e dizer-te, eis que estamos aqui?'' Sim, podemos fazê-lo hoje. Podemos chamar alguém, perto ou longe, pelo telefone e dizer: "Estamos aqui." Também, pelo rádio ou televisão, podemos enviar mensagens e dizer: "Estamos aqui."

19. Se quisermos podemos viajar por avião a jato, e sobrevoar em volta da metade do mundo de noite para o dia, e, ao chegar ao nosso destino, podemos apanhar um telefone e conversar logo com nossos parentes no outro lado do mundo, e dizer: "Estamos aqui!"

20. Não esqueça, contudo, que Naum, o profeta hebreu, não podia chamar de automóvel aquilo que viu, pois trata-se de um termo moderno. Mas no seu tempo, ele sabia o que eram carruagens sobre rodas e foram puxadas por cavalos. Seja como for, Naum profetizou que isto haveria de acontecer no futuro:

- "As carruagens terão tochas acesas no dia de Sua preparação, e os pinheiros serão terrivelmente sacudidos. As carruagens correrão furiosamente pelas ruas, um se chocará com outro nas largas estradas: parecerão semelhantes a tochas, correrão como relâmpagos." Naum 2:4, 5 (H)..

21. Notemos cada ponto desta passagem: "As carruagens terão tochas acesas." Nós temos visto automóveis descendo nas rodovias à noite com seus faróis brilhando. Naum não sabia o que eram. No seu tempo, a maior luz que ele jamais vira, era a de uma tocha. Portanto, Naum, o profeta, disse que se pareciam "tochas flamejantes". Diz ainda desses carros que se moveriam tão rapidamente que "os pinheiros seriam terrivelmente sacudidos . isto é ainda mais válido hoje se considerarmos o grande deslocamento de ar causado pelos automóveis modernos.

22. Note ainda mais: "As carruagens correrão furiosamente pelas ruas." Será que isto se refere às velocidades dos veículos que trafegam pelas modernas rodovias? "Eles se chocam um contra o outro nas largas rodovias." Aqui também parece que o tempo de Naum era do tipo de nossos dias. No tempo de Naum não existiam as amplas rodovias que nós temos hoje. As estradas daquele tempo eram provavelmente comparáveis às estradas rurais sem melhoramentos. Hoje pode-se dizer de nossas modernas vias de trânsito livre das metrópoles, com seu pesado tráfego de veículos variáveis, de turismo e de caminhões: "Os carros correm furiosamente pelas ruas, eles se chocarão um contra o outro nas largas rodovias." Pense só num fim de semana e feriado quando centenas de pessoas são mortas em acidentes nos Estados Unidos em conseqüência de trombadas entre os veículos.

23. Vamos recordar aqui algumas das quase incríveis maravilhas que foram concretizadas ultimamente:

 

Outras Maravilhas

A profecia de Daniel 12:4 fala do "tempo do fim" como especialmente caracterizado pelo notável aumento de viagens e comunicação. Eis aqui alguns pontos altos na história de seu cumprimento.

Robert Fulton sentiu um anseio de ver os homens viajarem de uma parte a outra num ritmo mais rápido. James Watt havia inventado o primeiro motor movido a vapor na Inglaterra em 1765. Mais tarde, em 1807, Fuiton adaptou um ao seu barco a vapor Clermont com pás rotativas, para subir com ele no rio Hudson os 225 quilômetros de Nova Iorque a Albany, em 32 horas, a uma velocidade média de oito quilômetros horários.

A fim de apressar a difusão de conhecimentos no mundo, Dr. Wm. Church, um inglês, inventou em 1822 uma máquina que dispusesse os tipos mecanicamente. A colocação das letras era feita a mão desde Johahn Gutenberg havia inventado a arte de imprimir por tipos móveis em 1440.

A primeira locomotiva ferroviária, construída por Robert Stevenson em 1825 e por muito tempo preservada na estação ferroviária de Darlington, Inglaterra, marcou o início de uma nova era em viagem por terra. Aquela produzida na América, fora construída na Fundição West Point em Nova Iorque e entrou em operação em 1830.

Sir Charles Wheatstone e Wm. F. Cooke, na Inglaterra, obtiveram uma patente em 1837 para um telégrafo elétrico para transmitir mensagens por corrente elétrica por meio de um fio. Samuel F. B. Morse naquele mesmo ano fez o mesmo nos Estados Unidos. Em 24 de maio de 1844, ele demonstrou que isto poderia ser feito a longa distância. Colocando-se junto ao aparelho na sala do Tribunal da Suprema Corte, no edifício do Capitólio, em Washington, D. C., ele enviou uma mensagem em ponto-e-traço a um outro operador que ficou à espera em Baltimore, Md., que a mandou de volta, enquanto os oficiais do Governo dos E.U. observaram. A mensagem foi: "Que coisas tem feito Deus!" Números 23:23.

 

Navios a Vapor de Pás Rotativas Cruzam o Atlântico

Em 1838, o Sirius e o Great Western, ambos de pás rotativas, eram os primeiros navios a cruzar o Oceano Atlântico movidos a vapor somente, e sua velocidade média era de sete nós por hora.

A primeira fotografia tirada do rosto humano, por meio da luz solar, foi conseguida em 1840 por John W. Draper de Nova Iorque, que havia aperfeiçoado o processo de Daguerre.

24. O mundo teve que esperar até 1876 para o aparecimento da primeira máquina de escrever prática no mercado. Naquele mesmo ano, Alexandre G. Bell levou os homens a falar pelo telefone por ele inventado.

Thomas A. Edison acendeu as luzes do mundo com a invenção da lâmpada elétrica em 1879. Dois anos antes, ele tinha inventado o fonógrafo.

Foi em 1893 que o automóvel apareceu pela primeira vez e desde então a humanidade começou a abandonar seus veículos puxados a cavalo trocando-os por outro meio de transporte mais rápido e mais confortável. O primeiro filme cinematográfico apareceu em 1895.

Um inventor italiano, Guglielmo Marconi, mostrou ao mundo como homens em lados opostos dos oceanos podiam se comunicar por meio do telégrafo sem fio. Em 11 de dezembro de 1901, ele mandou uma mensagem sem fio de Cornwall, Inglaterra, a St. Johns, Terra Nova. Contudo, ela foi transmitida utilizando o alfabeto de pontos-e-traços (Morse).

 

O Homem Voa

Em Kitty Hawk, N. C., Orville Wright demonstrou que o homem podia voar. Em 17 de dezembro de 1903, ele pilotou sua 'máquina voadora' a uma distância de 120 pés pelo ar e levou somente 12 segundos para fazê-lo. Mais tarde, no mesmo dia, seu irmão Will voou 852 pés em 59 segundos. (Na mesma época, também o brasileiro Santos Dumont construíra sua 'máquina voadora' e fez a histórica demonstração em 1906) Foi o início das viagens aéreas.

Em 1915, a voz humana foi transmitida por comunicação sem fio de Arlington, Va. (perto de Washington, D. C.) a Honolulu - uma distância de quase 8.000 quilômetros. Duas semanas depois, outra demonstração semelhante foi feita onde um homem falando de Arlington foi ouvido no mesmo instante na Torre Eiffel em Paris. Desde então, a conversação internacional prossegue. As difusões radiofônicas começaram em 1921; e a primeira estação de televisão começou a operar em 2 de novembro de 1936, em Londres.

Embora o homem haja começado a voar em 1903, teve que esperar até que Charles A. Lindbergh viesse a ser o primeiro homem a atravessar o oceano voando. Nos dias 20 e 21 de maio de 1927, ele voou sozinho em seu pequeno avião monomotor, o "Spirit of St. Louis", dos Estados Unidos à França.

25. French Strother, falando das possibilidades de maravilhas provenientes das modernas invenções, escreveu no periódico "World's Work" de abril de 1922: "O tamanho do mundo é apenas um décimo de segundo. Devido ao telégrafo sem fio... Finalmente o mundo é um único gabinete onde qualquer pessoa, mesmo estando distante em carne e osso dos outros, não fica fora do alcance do som das vozes das outras pessoas... Que mais pode ainda suceder amanhã?"

Em ,1804 foi criada a primeira grande organização para editar as Escrituras Sagradas em tantos idiomas modernos quantos fosse possível. Algumas porções delas foram traduzidas, em 1974, para 1.526 línguas, e isto inclui a Bíblia completa em 255 línguas modernas. Mais de 800 traduções projetadas estavam então em processo.

 

A Todas as Nações

Aproximando-se o fim do primeiro século da nossa Era, o profeta judeu João, enquanto exilado na Ilha de Patmos porque amava anunciar a vinda do Messias, teve uma visão de que nos últimos dias haveria um rápido movimento "tendo um evangelho eterno para pregar aos que se assentam sobre a Terra, e a cada nação, e tribo, e língua e povo". Apoc. 14:6 (Gr.). Isso seria o cumprimento da profecia do próprio Messias dizendo: "E será pregado este evangelho do reino por todo o mundo, para testemunho de todas as nações, e então virá o fim." Mateus 24:14 (Gr.).

Isto é característico do misericordioso Deus de Israel que disse: "Certamente o SENHOR DEUS não fará cousa alguma sem primeiro revelar Seu segredo aos Seus servos, os profetas." Amós 3:7 (H). O mundo ímpio ante-diluviano foi advertido, nos dias de Noé, com antecedência, da iminente destruição. Assim como foi Ninive nos dias de Jonas. Da mesma forma como foi Jerusalém nos dias de Jeremias e do Messias. Também a última mensagem de advertência e chamado ao arrependimento está sendo universalmente proclamada em 1.526 línguas como o testemunho de Deus de que o mundo está próximo ao fim.

Uma das maravilhas desta época de rápido aumento de velocidade nas viagens e comunicações é o fato que, a despeito do ceticismo e indiferença largamente difundidos, as Escrituras Sagradas constituem a literatura mais amplamente divulgada e distribuída no mundo. A humanidade ficou empolgada quando um dos primeiros astronautas chegando à Lua, lia para nós, em voz alta, os primeiros versos do primeiro capítulo de Gênesis. The New York Times de 29 de março de 1971, anunciou que o Cap. Edgar D. Mitchell, da missão Apollo 14, era o portador do primeiro livro que foi levado à Lua. Consistia de versões judaica, católico-romana e protestantes da Bíblia impressa em microfilme do tamanho de um slide colorido.

 

Bombas Atômicas

No aniversário natalício de Alfred B. Nobel, o filantropo sueco que inventou o dinamite (1833-1896), celebrado em 1945, o cientista Harold C. Urey que foi contemplado com o prêmio Nobel e ajudou a fazer a primeira bomba atômica, em seu discurso notável, disse: "Numa conversa com um amigo, o Sr. Nobel afirmou que seus explosivos trariam a paz antes do que poderiam as sociedades então empenhadas em trabalhos pela paz. Passados 50 anos, notamos que Nobel estava errado em sua conclusão e descobrimos que as sociedades trabalhando pela paz não foram bem sucedidas. Hoje estamos confrontados por explosivos muitíssimo mais possantes do que qualquer outro por Nobel imaginado, e nós ainda estamos discutindo guerras e os meios de trazer paz para este planeta."

Outrossim, num artigo sobre o uso de armas nucleares no futuro, o Dr. Urey declarou: "Escrevo isto para vos alarmar. Quanto a mim, sou um homem alarmado. Todos os cientistas que conheço, são homens alarmados. Eles temem pela vida de todos.''

26. As grandes invenções que tornaram mais rápidas as viagens e as comunicações, ocorreram para facilitar a transmissão da mensagem de Deus de que o rei Messias viria em breve em glória e que o fim do mundo estava próximo.

Sim, esse aviso está sendo levado hoje a todo o mundo. E quando for dada esta advertência final com seu apelo aos homens que se preparassem para o retorno do Messias, então:

"Ele (o Messias) mandará os Seus anjos, com grande clangor de trombeta, e eles reunirão os Seus escolhidos, dos quatro ventos, de uma extremidade dos céus a outra. Agora aprenda a parábola da figueira, quando já os seus ramos se renovam e as folhas brotam, sabeis que está próximo o verão. Assim também vós: quando virdes todas estas cousas, sabei que está próximo, às portas." Mateus 24:31-33.

Como é importante que acatemos esse apelo, porque o fim está próximo, bem às portas.

 

Um Sinal de que a Vinda do Messias Está Próxima

27. O aumento de conhecimentos nos tempos modernos é certamente um sinal e evidência definitiva de que a vinda do Messias está próxima. O que fizermos para estar preparados ao encontro com o Messias, deve ser feito rapidamente.

Mas pense em mais outras maravilhas quando vier o Messias. Leia isto:

- "Eis que vos mostro um mistério: nem todos dormiremos, mas transformados seremos todos, num momento, num abrir e fechar d'olhos, ao ressoar a última trombeta: pois a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis e nós seremos transformados. Porque é necessário que este corpo corruptível se revista de íncorruptibilidade, e que o corpo mortal se revista da imortalidade." I Coríntios 15:51-52.

28. Note que quando o Messias vier, todos os santos e justos, tanto mortos como vivos, serão levados; então os homens mortais que forem achados fiéis, se tornarão imortais. Seremos transformados quando vier o Messias. Lemos mais sobre isto.

- "Não queremos, porém, irmãos, que sejais ignorantes com respeito aos que dormem, para não vos entristecerdes como os demais, que não têm esperança. Pois, se cremos que Yeshua morreu e ressuscitou, assim também Deus, mediante Jeshua, trará juntamente em Sua companhia os que dormem. Ora, ainda vos declaramos, por palavras do Senhor, isto: nós, os vivos, os que ficarmos até a vinda do Senhor, de modo algum precederemos os que dormem. Porquanto o Senhor mesmo, dada a Sua palavra de ordem, ouvida a voz do arcanjo, e ressoada a trombeta de Deus, descerá dos Céus, e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro, depois nós, os vivos, os que ficarmos, seremos arrebatados juntamente com eles, entre nuvens, para o encontro do Senhor nos ares, e assim estaremos para sempre com o Senhor." I Tessalonicenses 4:1318 (Gr.).

29. Deus não quer que sejamos ignorantes; Ele deseja que saibamos sobre aqueles que levamos ao repouso. Devemos saber que o Messias virá novamente e que todos os santos e justos serão eternamente salvos. Lemos:

- "São eles os seguidores do Cordeiro por onde quer que vá. São os que foram redimidos dentre os homens, primícias para Deus e para o Cordeiro: e não se achou mentira na sua boca: pois não tem mácula diante do trono de Deus." Apocalipse 14:4-5.

 

Viva Perto de Deus

Devemos viver perto de Deus. Precisamos orar a Ele por ajuda para que possamos ser santos e justos. O Messias disse: "Sem Mim, nada podeis fazer." João 15:5. Com Sua ajuda, todas as coisas são possíveis. A vinda do Messias está quase aqui. Vivamos de tal maneira e ordenemos nossa vida de modo a estarmos prontos quando Ele chegar.

30. Conta-se a história de um menino, chamado Frank, que era muito desobediente a seu pai. Um dia seu pai disse-lhe que saísse da casa e não voltasse enquanto não pudesse obedecer. O menino partiu e durante os muitos anos que se seguiram, ele escrevia à mãe mas nunca fez menção do pai. Cada vez que a mãe recebia uma carta de Frank, ela não conseguia conter as lágrimas e dizia. "Se eu pudesse ver meu filho único, como seria feliz!'' O tempo foi passando e ela expressava seu desejo de ver Frank antes de morrer. Um dia ela ficou muito doente por causa da ausência do filho. O médico foi chamado e este, após um exame, disse ao marido: "Sua esposa morrerá se não parar de se preocupar." Algum tempo depois, o mesmo médico foi chamado novamente e então falou ao marido: "Se souber de alguém que ela gostaria de ver antes de morrer, entre em contato com essa pessoa imediatamente." Ao ouvir isto, os olhos do pai se encheram de lágrimas, e mandou um telegrama ao filho nos seguintes termos: "Mamãe está morrendo, volte logo.'' Frank veio pelo transporte mais rápido que pôde e, ao chegar à sua casa, o pai abriu-lhe a porta e sem dizer palavra, levou-o ao quarto onde sua mãe estava agonizando. Quando Frank viu a mãe depois de tantos anos, exclamou: ''Mamãe!'' Ela abriu os olhos, viu o filho e sorriu.

31. Fraca como estava, não podia falar, apenas assinalou-lhe que tomasse uma cadeira e assentasse ao lado da cama. Também assinalou ao pai para que se assentasse do outro lado. Então, com sua mão trêmula, alcançou a mão do filho e a colocou sobre o seu corpo. Depois, ainda tremendo, fez o mesmo com a mão do pai, pondo-a sobre a mão do filho. Assim pai e filho estavam novamente unidos pela primeira vez em muitos anos. Ela olhou nos dois e notou que ambos estavam chorando e que com as mãos unidas se inclinaram um para o outro sobre a cama e se beijaram. Ao se assentarem depois, pai e filho ouviram-na dizer: "Minhas orações foram ouvidas." E inclinando a cabeça para trás, morreu com um sorriso nos lábios.

32. Assim como essa mãe morreu para unir o pai e o filho, assim o Messias morreu a fim de unir-nos, levar-nos de volta a Deus. Amados, não amaremos Yeshua pelo que Ele fez por nós?

33. O Messias veio à Terra a primeira vez, vicariamente tomou a Si as nossas culpas e pagou a penalidade pelos nossos pecados. Enquanto Ele estava aqui, assim falou:

- "Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em Mim. Na casa do Meu Pai há muitas moradas. Se assim não fora, Eu vo-lo teria dito. Pois vou preparar-vos lugar. E quando Eu for, e vos preparar lugar, virei outra vez e vos receberei para Mim mesmo, para que onde Eu estou, estejais vós também.'' João 14:1-3.

34. Sim, Yeshua, o Messias, voltará e nos receberá para Si mesmo, para que possamos estar nós também onde Ele está. Preparemo-nos todos para a breve vinda do Messias. Isto acabará para sempre com a praga do pecado deste mundo.

 

A ERA DA CIÊNCIA COMO VISTA EM 1918

"O século XIX pode realmente ser chamado da Era da Ciência. Em nenhum outro período da história humana foram conseguidos tão extraordinários avanços no conhecimento do mundo, sua origem, seus habitantes, e as forças que o controlam. O cientista, laboriosamente fazendo experiências em laboratórios e anunciando seus resultados em linguagem técnica compreendida por poucos, não tem causado impressão tão forte na mente da humanidade como a de estadistas e militares. Contudo sua obra tem exercido influência talvez mais profunda ao moldar nossa presente civilização do que eloqüentes discursos ou brilhante estratégia, pois ela tem originado idéias e mecanismos que têm revolucionado a vida e o pensamento da humanidade.

"A Ciência tem sido uma verdadeira força internacional. Não conhece fronteiras, seja de nacionalidade, raça, religião ou região, pois o laboratório tem sido um lugar de encontro comum de todos os cientistas seja qual for sua origem. Toda nação civilizada tem produzido homens que vêm contribuindo para o desenvolvimento da Ciência. Mediante suas convenções e periódicos, os cientistas em todos os países estão em constante comunicação uns com os outros a fim de melhor progredirem em seu trabalho, e uma descoberta feita logo se torna posse comum da humanidade." - J. Salwyn Schapiro, Ph. D., Associate Professor of History in the College of the City of New York, Modern and Contemporary European History, pag. 611 (Houghton Mifflin Co., New York City, 1918).

 

OS ROLOS DO MAR MORTO

"O maior valor da descoberta dos Rolos do Mar Morto, para os que estudam a Bíblia, é a luz que esses documentos têm lançado sobre o texto do Antigo Testamento Anterior a esse grande achado, a mais antiga Bíblia em hebraico conhecida era o manuscrito produzido no século IX da E. C., embora algumas cópias de traduções gregas hajam sobrevivido. Para muitos, era uma idéia inquietante que o texto da Bíblia disponível para nós tivesse por base manuscritos os quais, acreditavam, haviam sofrido ampla corrupção no correr de centenas de anos de transmissão por escrito manual. O crente no cuidado providencial de Deus mantinha sua fé na autenticidade e autoridade da Bíblia e tinha a convicção de que Ele estendia Sua mão protetora sobre Sua Palavra, mas havia zombadores que afirmaram, sem receio de serem refutados, que o texto hebraico fora sujeito a sérias corrupções nas mãos dos escribas e copiadores. Devido a essa atitude crítica para com o existente texto bíblico, muitos comentaristas tentaram melhorá-lo corrigindo e emendando o texto, a tal ponto que muitas vezes pouco ficou reconhecível do texto original hebraico.

"Essa atitude extrema mudara desde a descoberta dos rolos do Mar Morto. Esses rolos contêm exemplares de todos os livros bíblicos menos um - o livro de Ester. Para a grande surpresa de muitos estudiosos, esses manuscritos revelam um texto virtualmente idêntico com aquele que nos é familiar desde a nossa infância. As palavras são muitas vezes escritas de maneira diferente, sinônimos são usados também ligeiras variações gramaticais são encontradas aqui e ali, porém o sentido de qualquer passagem bíblica praticamente não foi afetado pelas pequenas diferenças. Esta opinião foi expressa por muitos estudiosos que tinham examinado os rolos." - Siegfried H. Hom, Ph.D., "25 anos de Arqueologia Bíblica", em Israelite, abril, junho de 1974.

 

INSTITUTO DA HERANÇA JUDAICA

Caixa Postal: 60836 - AG. C. Limpo

CEP  05788-360  /  São Paulo – SP

 

HOME