Make your own free website on Tripod.com

Monte Sinai

 
19 - Quem é o Messias judaico?

 

 

 

1. O TÍTULO deste estudo, "Quem é o Messias Judaico'', constitui uma pergunta muito antiga, que tem sido formulada por muitos dentre nosso povo judeu. Nosso propósito é descobrir o que Deus disse com respeito a isso nas Sagradas Escrituras.

2. O primeiro texto bíblico que destacaremos é este:

- "Quem subiu ao céu e desceu? Quem encerrou os ventos nos seus punhos? Quem amarrou as águas no seu manto? Quem estabeleceu todas as extremidades da terra? Qual é o seu nome, e qual é o nome de seu filho? Certamente o sabes!" Provérbios 30:4 (J).

Várias indagações são aqui apresentadas com respeito à criação de nosso mundo e a última diz respeito ao Criador. ''Qual é o seu nome, e qual é o nome de seu filho? Certamente o sabes!"

Refere-se isso ao verdadeiro Deus? Significa que Ele também possui um Filho?

3. O próximo texto bíblico de nosso estudo é:

- "Sabe e entende: desde a saída da ordem para restaurar e para edificar Jerusalém até o Príncipe Messias (seria) sete semanas, e sessenta e duas semanas." Daniel 9:25 (Heb.).

Algumas traduções deste texto dizem "Messias o Príncipe." A palavra "ungido" é Mashiach em hebraico, que é traduzida como "ungido" ou "Messias." Aqui Deus chama: o Príncipe, o Messias.

4. Agora leiamos Daniel 12:1, 2 (H):

- "Naquele tempo se levantará Miguel, o grande príncipe, que se levanta à favor dos filhos do teu povo; e haverá um tempo de tribulação, qual nunca houve; desde que existiu nação até aquele tempo; mas naquele tempo livrar-se-á o teu povo, todo aquele que for achado escrito no livro. E muitos dos que dormem no pó da terra ressuscitarão."

Note-se que "naquele tempo se levantará Miguel, o grande príncipe." No Talmude Babilônico é declarado que "o Príncipe do Universo disse-lhe [Deus]: Soberano do Universo! Ela [a terra] tanto cumpriu Teu desejo [por cânticos de louvor] em benefício deste homem justo [Rei Ezequias]." - Sanhedrin 94a (vol. 2, p. 63, da edição de Soncino, 1935). Uma nota editorial tece comentários sobre a expressão "o Príncipe do Universo" dizendo. "Este é um anjo especial posto à frente do mundo, distinto dos anjos da guarda das nações separadas. Ele tem sido identificados com Metatron;" etc. - Id.

The Jewish Encyclopaedia diz que "Targ. Yer. de Ex. XXIV. 1 tem Miguel em vez de Metatron.... Os antigos comentaristas com boa razão identificaram o príncipe do mundo (Hul. 60a; Zeb. 16b Sanh. 94a) com Metraton.... Enquanto, como observado acima, Targ. Yer. para Ex. XXIV. 1 substitui o nome de Miguel por Metraton, que é encontrada em outras fontes." - vol. 8, p. 519, art. ''Metraton."

A mesma obra assinala que "os profetas desenvolveram a esperança de um futuro messiânico ideal mediante o reino de um filho da casa de Davi"; e ao fazê-lo cita o fato de que "em Dan. XII. 2 a ressurreição é extensiva tanto aos ímpios quanto aos justos: os últimos ressuscitarão... para a vida eterna, os primeiros para vergonha e desprezo eterno (A. V. desprezo)." - vol. 5, p. 209, art. "Eschatology."

Dr. Judah B. Slotki, comentando sobre Daniel 12, assinala com correção. "Este capítulo é geralmente tido pelas autoridades judaicas como referindo-se ao futuro remoto que anunciará o advento da era messiânica." - Daniel, Esdras, Neemias, págs. 100, 101 (Soncino Press, Londres: 1966).

5. Se Deus chama o Messias de "o Príncipe," e Miguel é chamado de "o Grande Príncipe," então Miguel representa outro nome para o Messias. Consideremos a palavra hebraica Mika'el, cuja a transcrição para o vernáculo é "Miguel".

Trata-se de uma composição de três termos hebraicos: (a) mi, que significa "quem" ou "aquele que" (b) ka, que significa "como" ou "à semelhança de"; e (c) 'El que significa "Deus." Assim, o nome do Messias, "Miguel" é tido como literalmente significando "Aquele que (é) como Deus."

Ademais, para mostrar que este é o Messias a quem Deus está Se referindo, Ele O chama de "Miguel, o grande príncipe.'' Observe agora a última parte do verso, "mas naquele tempo livrar-se-á o teu povo." Reconhecemos que quando o Messias vem, Ele livra o povo de Deus. É por isso que no Livro de Preces Judaicas, no Talmude e no Midrash Rabbah, lemos que o Filho de Davi, o Messias, o Redentor, o Libertador, resgataria o povo de Deus. O fato de Miguel ser chamado o Príncipe e também aquele que deve livrar o povo, indica que esse texto refere-se à vinda do Messias. Ainda mais, não é um fato que aquele que deve levantar os justos mortos de suas sepulturas é o Messias? Este pensamento é realçado no verso 2:

- "e muitos dos que dormem no pó da terra ressuscitarão."

6. Outro ponto a considerar é que Deus é o Rei. Note o Salmo 47:8 (H):

- "Pois Deus é o Rei de toda a Terra." Este texto mostra que Deus é o Rei. Sim, Ele é o rei não somente deste planeta como do Universo inteiro. Uma vez que Ele é o Rei, quão lógico que o Príncipe seja o Messias! Não é o relacionamento do Príncipe para com o Rei o de um filho para com o pai? Uma vez que Deus é o Rei e o Messias o Príncipe, conclui-se que o Messias é o Filho do Rei.

7. Leremos agora Provérbios 30:4-6 (J) novamente:

- "Quem subiu ao céu e desceu? Quem encerrou os ventos nos seus punhos? Quem amarrou as águas no seu manto? Quem estabeleceu todas as extremidades da terra? Qual é o seu nome, e qual é o nome de seu filho, se tu o sabes?

Observe que Deus perguntou três coisas importantes: (a) Quem criou o mundo? (b) Qual é o Seu nome? (c) E qual é o nome de Seu filho?

Com respeito ao nome do Criador, na Bíblia hebraica o nome específico de Deus é YHWH (Yahweh). Contudo, este nome tem sido equivocadamente traduzido por alguns tradutores como "Jeová". No oitavo século os eruditos massoretas acrescentaram os sinais de vogais ao texto bíblico hebraico. Sendo que o povo judaico considerava o divino nome, YHWH (Yahweh) sagrado demais para ser pronunciado, os massoretas acrescentaram a YHWH (Yahweh) os sinais vocálicos que pertencem a 'DNAI Adonai (Senhor). Como resultado, quando nosso povo judeu, ao ler em voz alta as Escrituras Hebraicas, chega ao nome de YHWH (Yahweh), não o pronunciam como tal, mas em vez disso dizem DNAI (Adonai).

Os professores do Midrash aplicam Provérbios 30:4-6 a nosso Deus e a Seu filho - Israel - em Êxodo 4:22.

''É dito do Senhor: Qual é ó Seu nome? (Prov. loc. cit.) 'Rocha' é o Seu nome, 'Todo-Poderoso' é o Seu nome, 'Senhor dos Exércitos' é o Seu nome: E qual é o nome de Seu filho, se tu o sabes? (Prov. loc. cit.) ' Israel é o Meu filho, Meu primogênito' (Êxo. IV, 22)," - Midrash Rabbah, sobre Números, cap. 12, seç. 11 (vol. 1, p. 479 da edição Soncino de 1939).

Neste excerto a palavra "filho" é aplicada a Israel como ocorre em Êxodo 4:22. Mas isso requer mais ampla consideração.

"O Santo, bendito seja Ele, disse a Moisés: Assim como fiz de Jacó Meu primogênito, pois diz: Israel é Meu filho, Meu primogênito (id., IV, 22) assim Eu farei do Rei Messias um primogênito, como é dito: Também o designarei primogênito (Sal. 89:28)." - Midrash Rabbah, sobre Êxodo cap. 19, seç. 7 (pp. 237, 238 da edição de Soncino de 1961).

A referência no Salmo 2:7 (H), "Tu és Meu filho", aplica-se a um indivíduo, não a um povo.

O registro talmúdico declara: "Nossos rabinos ensinaram, o Santo, bendito seja Ele, dirá ao Messias, o filho de Davi (revele-se ele rapidamente em nossos dias!), "Peça de Mim algo, e Eu lho concederei, como é dito, falarei do decreto etc. este dia tenho te gerado", etc. Sukkah, 52a (p. 247 da edição Soncino de 1938).

8. Com respeito ao nome do Filho, lemos:

- "Eis que o SENHOR proclamou até as extremidades da terra: Dizei à filha de Sião: Eis que vem o teu Salvador; eis que com Ele vem o Seu galardão, e a Sua recompensa diante dele. E chamar-lhes-ão: Povo santo, remidos do SENHOR." Isaías 62:11, 12 (J).

Nessa passagem da Escritura o substantivo hebraico traduzido por "salvação" é yesha' singular em número e masculino em gênero. É usado 36 vezes nas Escrituras Hebraicas e traduzida 32 vezes como "salvação", havendo quatro exceções: "segurança" (em Jó 5:4, 11 ; Salmo 12:5) e "força salvadora" (em Salmo 20:6). Contudo, a proclamação diz: "Eis que vem o teu Salvador; eis que com Ele vem o Seu galardão." verso 11. As palavras ''Ele" (duas vezes) e "Seu" (duas vezes) indicam, sem sombra de dúvida, que um divino Salvador traz essa "salvação" com Ele quando vier dar aos homens sua retribuição e recompensa. Essa salvação'' (yesha'), de acordo com muitas profecias bíblicas, deve ser trazida pelo Messias, cujo nome é Yeshua - "Salvação do SENHOR" - como já assinalamos.

Assim, Deus não somente nos revelou que o Messias é o Seu Filho, mas também o nome hebraico do Messias.

9. Consideremos agora esta declaração:

- ''Por que se amotinam as nações, e os povos tramam em vão? Os reis da terra se levantam, e os príncipes juntos conspiram contra o SENHOR e contra o Seu ungido, dizendo: Rompamos as suas ataduras, e sacudamos de nós as suas cordas. Aquele que está sentado nos céus Se rirá; o SENHOR zombará deles. Então lhes falará na Sua ira, e no Seu furor os confundirá, dizendo: Eu tenho estabelecido o Meu Rei sobre Sião, Meu santo monte. Eu falarei do decreto: O SENHOR me disse: Tu és Meu Filho, hoje te gerei. Pede-me, e Eu te darei as nações por herança, e as extremidades da terra por possessão. Tu os quebrarás com uma vara de ferro; Tu os despedaçarás como a um vaso de oleiro.'' Salmo 2:1-9 (J).

A palavra "SENHOR" é a tradução do tetragrama hebraico do texto. Além disso, a palavra hebraica mashiach, traduzida por "ungido" no texto vernáculo do Salmo 2:2 pode ser adequadamente traduzido como ''Messias".

10. Há algumas palavras peculiares em hebraico que nos permitirão mais facilmente compreendê-las.

"Por que se ,amotinam os goyim, e os povos tramam em vão? Os reis da terra se levantam, e os príncipes juntos conspiram contra o SENHOR e contra o Seu Messias, dizendo. Rompamos as suas ataduras, e sacudamos de nós as suas cordas. Aquele que está sentado nos céus Se rirá; e o Senhor [`Adonai] zombará deles. Então lhes falará na Sua ira, e no Seu furor os confundirá, dizendo: Eu tenho estabelecido o Meu Rei sobre Sião, Meu santo monte".

Agora o Messias fala: "Falarei do decreto: O SENHOR [YHWH] me disse: Tu és Meu Filho".

Note aqui quão distintamente a Bíblia torna claro que neste texto o SENHOR é o Pai, pois O encontramos dizendo ao Messias. "Tu és Meu Filho, hoje te gerei".

11. Estamos certos de que isso se refere ao Messias. Estamos certos porque a última parte do segundo verso diz que "os reis da terra se levantam, e os príncipes juntos conspiram contra o SENHOR e contra o Seu Mashiach (Messias, "Um Ungido"). Ver seção 8. Portanto, este capítulo inteiro está tratando do SENHOR, o Pai, e do "Ungido", o Messias, que é o Seu Filho. O Salmo 2 predizia a determinada oposição que o Messias, o Filho de Deus, encontraria, e contudo prediz Seu triunfo sobre Seus inimigos. 12. Agora leiamos os versos 7 a 9 (J):

- "Tu és Meu Filho, hoje te gerei. Pede-me, e Eu te darei as nações [goyim] por herança, e as extremidades da terra por possessão. Tu os quebrarás com uma vara de ferro, tu os despedaçarás como a um vaso de oleiro".

Agora perguntemos novamente - Quem é esse "filho" aqui referido? Alguns comentaristas têm sugerido que o "filho'' no Salmo 2 refere-se a Davi; outros dizem que se refere a Salomão, filho de Davi. Mas esta escritura diz: "Bem-aventurados todos aqueles que nele confiam". Verso 12 (H). Deus nunca nos disse para depositarmos confiança em qualquer ser humano, seja Davi ou Salomão, ou qualquer outra pessoa. Realmente, Ele nos proíbe de confiar no homem mortal. Declara ele: "Maldito é o homem que confia no homem, e faz da carne o seu braço.'' Jeremias 17:5 (J).

Ademais, lemos no Talmude isto a respeito da expressão, "Contra o SENHOR e contra o Seu ungido" (verso 2): "`Contra Deus e Seu Messias' como é dito, Por que se amotinam as nações, e os povos tramam em vão, etc." - `Abodah Zarah 3b (p. 9 da edição Soncino, edição de 1935).

A passagem da Escritura citada do Salmo 2 é realmente uma maravilhosa previsão profética do Messias e Sua obra. É muito evidente, pois, que este Salmo se refere a uma pessoa divina, o Rei (verso 6), também o Messias (verso 2), o Filhó de Deus (verso 7), que finalmente herdará os povos e as partes mais extremas da terra por Sua possessão (verso 8), aquele que merece nossa confiança (verso 12).

No texto hebraico do Salmo 2, nosso Deus é chamado de `Adonai, que na tradução vernácula consta como "SENHOR". Agora note com interesse como o Talmude e o Midrash Rabbah chamam o Messias de "'SENHOR":

"[No que concerne ao] Messias - está escrito: E este é o nome pelo qual será chamado, o SENHOR é nossa justiça." - Baba Bathra 75b (p. 303 da edição Soncino de 1925). A passagem citada é Jeremias 23:6.

''Qual é o nome do Rei Messias? O Rabino Abba B. Kahana disse: Seu nome é 'o SENHOR'; como está escrito: `E este é o nome pelo qual será chamado, o SENHOR é nossa justiça' (Jer. XIII, 6)''. - Midrash Rabbah, sobre Lamentações, cap. 1, seç. 16, parte 51 (pp. 135, 136 da edição Soncino de 1951).

13. Davi, o doce cantor de Israel, reconhecia uma unidade composta na Divindade, quando por inspiração de Deus escreveu o Salmo 110, que diz:

- "Disse o SENHOR [YHWH] ao meu Senhor ['Adoni]: Assenta-te à minha direita, até que Eu ponha os teus inimigos por escabelo dos teus pés. O SENHOR enviará de Sião o cetro do teu poder. Domina no meio dos teus inimigos. O teu povo apresentar-se-á voluntariamente no dia do teu poder, em trajes santos; como vindo do próprio seio da alva, será o orvalho da tua mocidade. Jurou o SENHOR, e não Se arrependerá: Tu és sacerdote para sempre, segundo a ordem de Melquisedeque. O Senhor ['Adonai], à tua direita quebrantará reis no dia da Sua ira. Julgará entre as nações." Salmo 110:1-6 (J).

Nesse Salmo dois seres divinos são mencionados: "O SENHOR [YHWH]" e "Meu SENHOR ['Adonai]." Geralmente a palavra "Senhor" aparece como `Adonai no hebraico, na forma plural, mas quando a palavra "meu" é usada com ela, toma a forma possessiva singular `Adoni.

14. Agora observe que a primeira linha na versão vernácula reza: "Disse o SENHOR ao meu Senhor". Isso pode não ser fácil de compreender, mas note que o primeiro "SENHOR" é grafado em destaque, enquanto o segundo "Senhor" é escrito de forma comum, com apenas a primeira letra maiúscula. Que significado tem isso? Significa que toda vez que perceber na Bíblia vernácula a palavra "SENHOR" em destaque, o termo correspondente em hebraico é o tetragrama (YHWH). Mas a palavra em português "Senhor" com apenas a primeira letra em maiúsculo corresponde ao `Adonai no texto hebraico. Dessa forma, a tradução vernácula do hebraico no Salmo 110:1 é assim: "Disse o SENHOR [YHWH] ao meu Senhor ['Adoni]."

O hebraico mostra que duas pessoas distintas estão sendo referidas neste texto, cada qual trazendo um nome divino. Mas a quem está o SENHOR falando? Não está falando a nenhum outro que não o Messias, chamado neste texto de "meu Senhor [`Adoni]'' .

Além disso, lemos com respeito à vara de Arão: (ver Num. 17)

"Essa mesma vara é também destinada a ser sustentada na mão do Rei Messias (que esse dia seja apressado!); como é dito: O Senhor enviará de Sião o cetro do teu poder. Domina no meio dos teus inimigos. (Sal. CX, 2)." - Midrash Rabbah sobre Números, cap. 18, seç. 23 (vol. 2, p. 744, da edição Soncino, 1939).

No verso 4 o SENHOR diz ao Messias:

- "Tu és sacerdote para sempre, segundo a ordem de Melquisedeque".

15. Agora leiamos o Salmo 110:1-6 com a ênfase dada no hebraico:

"Disse o SENHOR [Yhwh] ao meu Senhor ['Adoni]: Assenta-te à minha direita, até que Eu ponha os teus inimigos por escabelo dos teus pés. O SENHOR enviará de Sião o cetro do teu poder. Domina no meio dos teus inimigos. O teu povo apresentar-se-á voluntariamente no dia do teu poder, em trajes santos; como vindo do próprio seio da alva, será o orvalho da tua mocidade. Jurou o SENHOR e não Se arrependerá: Tu és sacerdote para sempre, segundo a ordem de Melquisedeque. O Senhor [`Adonai], à tua direita quebrantará reis no dia da Sua ira, julgará entre as nações [goyim]''.

Esta passagem bíblica indica que a divindade é o que pode apropriadamente ser chamada de uma unidade composta ou uniplural, mas não uma só e absoluta unidade. Trata-se de uma `echad (unidade) chamo declarado em Deuteronômio 6:4, mas não uma yachid (unidade isolada, única) como este último termo hebraico denota. Deve-se notar cuidadosamente que no primeiro verso o SENHOR diz ao Senhor (`Adoni) do salmista, o Messias: "Assenta-te à Minha direita," i.e., na posição de autoridade, poder e honra próximo da posição do próprio SENHOR.

16. Consideremos agora Provérbios 8:20-36. Note que o termo "sabedoria" está personificado. A "sabedoria" está representada num relacionamento `echad com o SENHOR. Certamente, portanto, refere-se ao Messias.

17. O que lemos neste texto? No verso 22 (H) o Messias declara:

- "O SENHOR me possuía no início de Sua obra, antes de Suas obras mais antigas".

Mesmo antes de o Senhor ter feito este mundo, o Messias já existia.

18. Observe os versos 23 a 25 (H):

- "Desde a eternidade fui estabelecida, desde o princípio, antes do começo da terra. Antes de haver abismos, eu existi, e antes ainda de haver fontes carregadas de águas. Antes que os montes fossem firmados, antes de haver outeiros, eu existi."

Esta preexistência do Messias é reconhecida pelos antigos professores judaicos nos escritos talmúdicos. Ao comentar o Salmo 72.17 é dito:

"O nome do Messias, tal como é escrito, Seu [do Messias] nome durará para sempre, e tem existido antes do Sol! - Eu lhes direi: somente a sua cavidade [do Sol] foi criada antes que o mundo fosse criado, mas a sua chama [foi criada] na véspera do sábado". - Pesachim 54a (pp. 265, 266 da edição Soncino de 1938).

19. Essas palavras em Provérbios 8:27 (H) são muito significativas:

- "Quando Ele preparava os céus, aí estava Eu".

20. Observe agora os versos 29 e 30 também:

- "Quando fixava ao mar o seu termo, para que as águas não transpassassem os seus limites, quando compunha os fundamentos da terra. então eu estava com Ele e era Seu arquiteto, dia após dia era as suas delícias, folgando perante Ele em todo o tempo".

21. Tome nota de Provérbios 8, verso 32:

- "Agora, pois, filhos, ouvi-me, porque felizes serão os que guardarem os meus caminhos".

22. Observe também estas palavras do mesmo capítulo no verso 33 (H):

- "Ouvi o ensino, sede sábios, e não o rejeiteis".

23. Note também os versos 34 e 35:

- "Feliz o homem que me dá ouvidos, velando dia a dia às minhas portas, esperando às ombreiras da minha entrada. Porque o que me acha acha a vida, e alcança favor do SENHOR".

Quem quer que encontre o Messias, encontra a vida eterna e bem-aventurados são os que recebem esta maravilhosa promessa.

24. Esta foi a mensagem dos profetas há muito tempo. Com Deus "está o manancial da vida" Salmo 36:10. "Na vereda da justiça está a vida". Provérbios 12:28. A pessoa designada como Sabedoria declarou "o que Me acha acha a vida". Provérbios 8:35. Sim, e "a vida para sempre". Salmo 133:3. (H).

25. Pode, porém, surgir a questão: Por que se dá o caso de que apenas uns poucos acham a verdade? A resposta a esta pergunta é que a maioria não toma tempo para estudar a Palavra de Deus a fim de saber o que é a verdade, não com uma determinação de aceitá-la quando a encontram.

26. Já lemos em Provérbios que o Messias estava com Deus durante a criação. Agora leiamos:

- "E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança;... Criou, pois, Deus o homem à Sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou". Gênesis 1:26, 27 (H).

Com quem estava Deus falando quando disse: "Façamos''? Segundo as Sagradas Escrituras, como explicado em outro lugar neste estudo, Ele estava falando com o Príncipe do Universo, o Messias.

27. No primeiro verso do primeiro capítulo de Gênesis, Moisés emprega palavras que indicam haver mais de uma pessoa na Divindade:

- "No princípio criou Deus [`Elohim] os céus e a terra". Gênesis 1:1 (J).

A palavra hebraica `Elohim literalmente significa "Deuses". A forma singular é `Eloah ("Deus"); `Elohim ("Deuses") é a forma plural em hebraico. Portanto, o verso poderia rezar: ''No princípio criou Deuses [ou a Divindade] os céus e a terra". A palavra "Deus" aparece mais de 30 vezes no primeiro capítulo de Gênesis, e no hebraico está na forma plural, `Elohim.

28. O primeiro capítulo do Gênesis também registra o que Deus criou cada dia. Com respeito ao sexto dia, lemos:

e "E disse Deus [`Elohim]: Façamos o homem ,à Nossa imagem, conforme Nossa semelhança". Gênesis 1:26 (H).

A forma plural "nós" é também usada em Gênesis 3:22 onde é dito:

- "Então disse o SENHOR [YHWH] Deus [`Elohim]: Eis que o homem se tornou como um de Nós".

Além disso, em Gênesis 11.6, 7 (J) é registrado que:

- "O SENHOR disse... Vinde, desçamos e confundamos ali a sua linguagem". Novamente, perguntamos, a quem estava Se dirigindo o SENHOR quando disse: "Vinde, desçamos"? Rashi, o notável comentarista judeu sugere que Deus estava Se dirigindo aos anjos. Contudo, os anjos são, em si, seres criados. Portanto, não podem criar. Ademais, as Escrituras declaram que o homem foi criado à imagem de Deus". Gênesis 1:27. Em parte alguma do Sagrado Escrito é o homem declarado como tendo sido criado à imagem dos anjos.

29. Foi, evidentemente, a outro ser divino que Deus Se dirigia quando disse: "Façamos o homem". Mas quem era esse outro ser divino? Não era nenhum outro que não o Filho de Deus, o Messias.

Não era necessário mais do que um Deus para governar o mundo. Há somente um Deus o Pai, mas o próprio fato de que Ele tem consigo um associado assentado à desde Seu trono e a quem Ele chama Seu Ungido, ou Messias, e que é chamado de grande Príncipe, significa que essa segunda pessoa é membro da família real do Universo. Portanto, a palavra "Deus" é um termo genérico usado para denotar uma deidade ou ser divino, e como tal pode ser aplicado tanto ao SENHOR Deus, o Pai, como a Seu ungido Filho, o Messias. Quando o Senhor Deus, o Pai, falou e disse, "Façamos o homem à Nossa imagem, conforme a Nossa semelhança", Ele estava Se dirigindo ao Messias.

30. Alguém pode indagar - que dizer do Shemá? Não é muitas vezes traduzido - "Ouve, ó Israel, o Senhor nosso Deus é o único Senhor"? Sim, é dessa forma que aparece traduzido em algumas Bíblias, mas não é assim que está na Bíblia hebraica. Para começar, a palavra "Senhor" não está no final desse texto. Contudo, o nome de Deus, que é pronunciado em hebraico Yahveh, ou Yaweh, aparece.

31. Todo judeu piedoso recita freqüentemente o Shemá:

- "Ouve, à Israel: O SENHOR nosso Deus, o SENHOR, é um." Deut. 6:4 (H). Deveria ser notado que no hebraico as palavras acima "nosso Deus" são em realidade "nossos Deuses" (`Eloheinu), e a palavra com o significado de "Deus" está no plural, e não no singular. Portanto, a versão mais correta deste texto seria: "Ouve. ó Israel, o SENHOR nosso Deuses ['Elohim] é um ['echad] SENHOR".

A palavra hebraica `echad denota unidade de uma associação uniplural ou combinada de mais de um membro ou parte antes que uma unidade consistindo de somente um membro ou parte. Assim, por exemplo, quando Deus deu a Adão sua esposa Eva, foi dito deles: "E serão uma só [`echad] carne". Gênesis 2:24. Nesta passagem as duas partes - homem e mulher - são declaradas como sendo uma [`echad] unidade. Quando Deus fez o primeiro dia da semana, o registro declara que consistia de duas partes - tarde e manhã. Contudo, a Escritura diz em Gênesis 1:5 (literalmente): "E houve tarde e manhã; dia um [`echad]. Isto é, o primeiro dia foi uma unidade que consistia de duas partes. Esdras 2:64 literalmente declarara de todo o povo reunido: "Toda a congregação (era) como uma [ki-'echad] quarenta e dois mil, trezentos (e) sessenta."

32. Quando a Bíblia fala de uma unidade consistindo de somente um indivíduo, com a exclusão de todos os demais, emprega a palavra yachid. Tome-se, por exemplo, o caso de Abraão quando Deus pediu-lhe que oferecesse seu único filho, Isaque:

- "Toma teu filho, teu único [yachid] filho". Gênesis 22:2 (J).

A palavra hebraica yachid e não `echad é aqui usada para designar um só indivíduo. A Shemá não diz, "Ouve, ó Israel, o SENHOR nosso Deus é o único [yachid] SENHOR", como se a Divindade consistisse somente de uma Pessoa Divina; mas declara, "O SENHOR nosso Deus é um [`echad] SENHOR", como uma associação combinada, uniplural, de Pessoas divinas.

 

INSTITUTO DA HERANÇA JUDAICA

Caixa Postal: 60836 - AG. C. Limpo

CEP  05788-360  /  São Paulo - SP

 

HOME