Make your own free website on Tripod.com

Monte Sinai

 
O O Reino Messiânico Será na Terra ou nos Céus?

 

By Bereanos

Mil Anos no Céu ou Mil Anos na Terra?

- CONTESTAÇÃO em ROXO -

 

Prezado irmãos;

Graça e paz da parte de nosso único Deus o Pai e do nosso Senhor e salvador Jesus, vos seja multiplicada sempre e cada vez mais. Amém.

Recebi informações de que alguns adventistas do 7º dia, decepcionados e desiludidos com a atual situação de apostasia da igreja, estão aceitando como verdade, alguns ensinos oriundos de uma denominação religiosa que ensina aos seus membros, que os salvos em Cristo não hão de desfrutar de uma vida feliz e segura na presença do Criador em um paraíso celestial. Segundo esta denominação, nem mesmo por um período de tempo qualquer, os salvos estarão morando no céu. Desta forma e também por isso, ensinam que neste momento, nem Elias e nem Enoque, ou qualquer outra pessoa está no céu, ou em algum lugar qualquer do céu.   Além destes ensinos, há também outro que anda arrastando muitos adeptos e que fala de uma restauração literal do povo de Israel, como nação escolhida e favorecida por Deus, como parte do cumprimento profético. Disto trataremos em outro artigo.

O objetivo deste estudo é o de ajudar aqueles que de alguma forma se encontram em dúvidas quanto às diversas promessas relacionadas a este tema, ou seja, irão todos os salvos algum dia desfrutar da companhia do Criador e das delicias inimagináveis celestiais? Irão ou não para um lugar celestial os salvos, quando pela segunda vez, Jesus se manifestar, vindo nas nuvens do céu a esta terra?

Os irmãos devem concordar comigo, que toda verdade expressa na palavra de Deus, está em perfeita harmonia, caso contrario, não teríamos uma base para sustentação da fé cristã. Ou seja, havendo claras contradições doutrinárias, jamais seriamos capazes de encontrar a verdade. Em virtude disso, após analisar pacientemente o assunto, orando e comparando com outras verdades fundamentais das escrituras, pude finalmente confirmar uma vez mais, a minha fé, na certeza de que os salvos gozarão, mesmo que por um limitado “período de tempo” as incomparáveis delicias de um lar celestial. 

 

Nota NO TEMPO DO FIM: Como autênticos bereanos devemos nos livrar das nossas crenças e opiniões pré-concebidas para nos atermos apenas às Sagradas Escrituras... Muitas vezes, alguns textos nos parecem contraditórios ou obscuro por que trazemos dentro de nós doutrinas plantadas ao longo do tempo em que fomos doutrinados pelos líderes das nossas antigas denominações (diga-se IASD)!

  

Evidentemente, o que estamos afirmando não pode estar baseado em cima de suposições e achismos ou de invenções da mente humana. Devemos crer e afirmar sempre com base num claro “Assim diz o Senhor” e/ou, em um claro “Está Escrito”.

Portanto, vamos ao que interessa ao que; “Assim diz O Senhor” e “Assim Está Escrito”.

Qual a maior garantia que temos para crermos que algum dia nós estaremos com o Senhor nos céus? Creio sem dúvidas que são as próprias promessas de nosso Senhor. Por quê? Porque Jesus certamente não mentiria para nós.

João 14:1-3

Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim. Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito, pois vou preparar-vos lugar. E, se eu for e vos preparar lugar, virei outra vez e vos levarei para mim mesmo, para que, onde eu estiver, estejais vós também”. (Versão ARC)

Jesus prometeu que iria preparar lugares na casa do Seu Pai.  Se Jesus foi preparar lugar na casa de Seu Pai, nós precisamos saber onde fica esta casa? Qual é o local onde Deus mora? Qual é o endereço de sua residência? Aonde é que Deus Habita? Temos respostas na Bíblia para estas perguntas? Vejamos.

 

Nota NO TEMPO DO FIM: Sabemos que Jesus preparou-nos lugar na cidade celestial, a Nova Jerusalém! Apoc 21:2

 

Salmos 123:1

A ti, que habitas nos céus, elevo os olhos!”

Salmos 33:13-14

O SENHOR olha dos céus; vê todos os filhos dos homens; do lugar de sua morada, observa todos os moradores da terra,”

Mateus 6: 9

Portanto, vós orareis assim: Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome

Isaias 66: 1.

Assim diz o SENHOR: O céu é o meu trono, e a terra, o estrado dos meus pés; que casa me edificareis vós? E qual é o lugar do meu repouso?

Não há dúvidas; Deus está nos céus. Os céus é o lugar da habitação do Altíssimo, lugar da sua morada. Os textos são por demais claros.

 

Nota NO TEMPO DO FIM: Correto! Os Céus é a habitação do DEUS Altíssimo, porém aos seres humanos preparou-nos a Terra; veja: Salmos 115:15 Sede vós benditos do Senhor, que fez os céus e a terra. 16 Os céus são os céus do Senhor, mas a terra, deu-a ele aos filhos dos homens. O NT nos trás esta evidência: Atos 7:48 ...mas o Altíssimo não habita em templos feitos por mãos de homens, como diz o profeta: 49 O céu é meu trono, e a terra o escabelo dos meus pés. Que casa me edificareis, diz o Senhor, ou qual o lugar do meu repouso? Portanto, todas as referencias à habitação nos céus, se referem ao Eterno!

 

Mas, alguém pode afirmar: A Bíblia também fala de outros locais aonde Deus habita.

Por exemplo: O templo que o próprio Deus mandou que seu povo construísse para sua habitação entre eles.

Êxodo 25: 8

E me farão um santuário, para que eu possa habitar no meio deles.

Eu digo que podemos ir até um pouco mais além, pois a Bíblia também diz que Deus habita com o contrito e abatido de espírito, porém sem deixar de habitar um alto e santo lugar. Isaias 57: 15. E mais; Deus faz também do corpo humano um templo para sua habitação I Corintios. 3: 16 -17; Salmos 114: 2.

Porém, precisamos observar também, outras afirmações da Bíblia sobre esta questão. Por exemplo:

II Crônicas 6: 18.

“Mas, de fato, habitaria Deus com os homens na terra? Eis que os céus e até o céu dos céus não te podem conter, quanto menos esta casa que eu edifiquei”.

Atos 7: 48

Entretanto, não habita o Altíssimo em casas feitas por mãos humanas; como diz o profeta:”

Atos 17: 24

O Deus que fez o mundo e tudo o que nele existe, sendo ele Senhor do céu e da terra, não habita em santuários feitos por mãos humanas.”

Pelos versos anteriores, compreendemos que Deus de fato não habita com os homens ou nos homens na terra, nem tão pouco em lugares feitos por mãos humanas. Salomão sabia disso e se lermos os versos seguintes da oração de Salomão, (II Crônicas 6: 21-39) veremos que é dos céus onde Deus habita que Ele ouve as nossas orações. Então como é que fato Deus habita com os homens ou nos homens e nos templos feitos pelos homens?

Salmos 139: 8-12

Para onde me ausentarei do teu Espírito? Para onde fugirei da tua face? Se subo aos céus, lá estás; se faço a minha cama no mais profundo abismo, lá estás também; se tomo as asas da alvorada e me detenho nos confins dos mares, ainda lá me haverá de guiar a tua mão, e a tua destra me susterá. Se eu digo: as trevas, com efeito, me encobrirão, e a luz ao redor de mim se fará noite, até as próprias trevas não te serão escuras: as trevas e a luz são a mesma coisa”.

I Corintios 3: 16

“Não sabeis que sois santuário de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós

Ageu 2:5 

...segundo a palavra da aliança que fiz convosco, quando saístes do Egito, o meu Espírito habita no meio de vós; não temais”.

A resposta para a pergunta acima, é sem duvida alguma que Deus habita conosco e em nós por meio do Seu Espírito. “Corporalmente” Deus habita nos céus, mas o Espírito de Deus habita em nós e com nós. Também onde dois ou três estão reunidos em nome do seu filho, que é o seu próprio nome. “Corporalmente” Deus não poderia habitar entre nós, em nós, ou nesta terra, pois o pecado causa uma enorme separação entre Deus e tudo que está contaminado com o pecado ou pelo pecado. Isaias 59:2. A perfeição no pode coabitar no meio da imperfeição. Além do que, Ele (Deus) é um fogo consumidor, Hebreus 12:29  “porque o nosso Deus é fogo consumidor.

 

Nota NO TEMPO DO FIM: Devemos tomar cuidado com nossas palavras em relação ao espírito de DEUS, ou seja, ao dizer que “o Espírito de Deus habita em nós” aparentemente confirmamos que “um outro” habita em nós... Se afirmássemos que Deus, em espírito, habita em nós seria melhor dito...

 

Já temos a certeza de que Deus habita “corporalmente” nos céus. (Obs: Embora Jesus tenha dito que Deus é Espírito, João 4:24, todavia, a Bíblia também nos diz que há corpos celestiais e espirituais, I Cor. 15:40 e 44.) por isso, O céu, ou no céu, é a casa de Deus, morada do Pai. Sobre isso não há o que ter duvidas, nem para o mais leigo dos homens. (grifos nossos).

 

Nota NO TEMPO DO FIM: Não estamos falando do lugar onde Deus, o Pai, habita mas sim onde habitará  Cristo no dia da ressurreição dos salvos!

 

Portanto, não tenho dúvidas de que Jesus foi ao céu preparar lugares para que seus discípulos pudessem estar com Ele. E se dissermos que a promessa de Jesus, é apenas para seus apóstolos, cairemos em outra grande contradição, ou seja, Deus não considera todos os homens iguais. O amor de Deus, portanto não é igual para com todos. Alguns filhos serão mais privilegiados do que outros. E o fato de que esta promessa não se restringe apenas para os apóstolos nós veremos mais adiante, ao ver que Jesus fez a mesma promessa para outras pessoas também.

É fato que Jesus foi ao céu preparar lugar. Os irmãos concordam ou não? Se você concorda há de convir que neste momento os lugares preparados para seus discípulos estão no céu. Correto? Sim! Isso é indiscutível. Jesus disse: “Na casa de meu Pai há muitas moradas... Vou preparar-vos lugar...”.

Atos 1:9-11. Jesus subiu aos céus e é de lá que Ele irá retornar.

João 14:1-3. “...voltarei e vos receberei para mim mesmo, para que, onde eu estou, estejais vós também”.

Jesus retornará da casa de Seu Pai.

Observe agora irmão, com bastante atenção este dialogo de Jesus em especial com o apostolo Pedro, e também com os demais apóstolos.

João 13: 33.

Filhinhos, ainda por um pouco estou convosco; buscar-me-eis, e o que eu disse aos judeus também agora vos digo a vós outros: para onde eu vou, vós não podeis ir

As pessoas que acreditam num período milenar dos salvos nesta terra após o retorno de Cristo, usam deste verso para apoiarem sua crença. Mas, como veremos a seguir, tal interpretação esta bastante equivocada conforme o contexto do texto nos revelará.

Jesus afirmou para seus discípulos que, para onde Ele iria, seus discípulos não poderiam ir. Mas, isso Ele também havia dito aos judeus. Para onde é que Jesus iria, que nem os seus discípulos e nem os demais judeus poderiam ir?

João 7: 32-36.

Disse-lhes Jesus: Ainda por um pouco de tempo estou convosco e depois irei para junto daquele que me enviou. Haveis de procurar-me e não me achareis; também aonde eu estou, vós não podeis ir”.

O contexto de fato é o céu. Jesus realmente disse para seus discípulos e para os demais judeus que eles não poderiam ir para o céu. Visto que Ele iria para junto do Pai e o Pai estava no céu. Mas, voltemos ao dialogo de Jesus com seus apóstolos, mais precisamente com o apostolo Pedro e vejamos o que Jesus revelou em particular a ele (Pedro) e em seguida aos outros apóstolos também.

João 13: 36.

Perguntou-lhe Simão Pedro: Senhor, para onde vais? Respondeu Jesus: Para onde vou, não me podes seguir agora; mais tarde, porém, me seguirás”.

Esta é a verdade.  “não me podes seguir agora” Isto significa: Não naquele momento.  “...mais tarde, porém, me seguirás.” Isto é; um dia vocês estarão no céu comigo.

 

Nota NO TEMPO DO FIM: o verso não afirma categoricamente que estariam NO Céu com Ele...  Apenas diz que onde JESUS estaria, todos os remidos estariam com Ele! Se no Céu ou na Terra carecemos de outros versos contextuais.

 

Não só Pedro, mas todos os seus discípulos estavam inconformados pelo fato de Jesus ter informado a eles que os deixaria.  Por isso logo em seguida, Jesus procura acalmá-los com a promessa: “... virei outra vez e vos levarei para mim mesmo, para que, onde eu estiver, estejais vós também”.   João 14: 3. ARC.

 

Nota NO TEMPO DO FIM: se no Céu ou na Terra também não fica claro; o importante que estaremos com Ele!

 

Veja irmão, se Jesus foi preparar lugar na casa de Seu Pai e como já vimos esta casa, está agora nos céus, não há outra hipótese a não ser o céu, o lugar para onde Jesus levará seus discípulos. Mesmos usando uma outra versão bíblica, não há como imaginar algo diferente do que acabamos de ver.  Por via das dúvidas vamos verificar.

João 14: 1-3.

Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim. Na casa de meu Pai há muitas moradas. Se assim não fora, eu vo-lo teria dito. Pois vou preparar-vos lugar. E, quando eu for e vos preparar lugar, voltarei e vos receberei para mim mesmo, para que, onde eu estou, estejais vós também.” (Versão ARA)

Alguém poderia insinuar que Jesus disse aos seus discípulos, que eles estariam com Ele na terra pelo fato de nesta versão, Jesus ter usado a seguinte expressão: “... para que, onde eu estou, estejais vós também.”.

Por esta versão, a expressão “onde eu estou” estaria mostrando que naquele momento Jesus estava na terra, e por isso, o significado desta expressão, indica que seus discípulos estariam definitivamente com Ele na terra, quando Ele retornasse para eles. Como podemos afirmar que mesmo esta versão, “onde eu estou” significa, estar no céu em lugar de estar na terra?

Precisamos de um “Está Escrito” ou de um “Assim diz o Senhor” para que possamos provar que quando Jesus disse “onde eu estou”, de fato, Ele se referiu ao fato de estar junto ao Pai no céu e não na terra. Vejamos.

João 17: 11-13.

E eu já não estou mais no mundo; mas eles estão no mundo, e eu vou para ti. Pai santo, guarda em teu nome aqueles que me deste, para que sejam um, assim como nós. Estando eu com eles no mundo, guardava-os em teu nome. Tenho guardado aqueles que tu me deste, e nenhum deles se perdeu, senão o filho da perdição, para que a Escritura se cumprisse. Mas, agora, vou para ti e digo isto no mundo, para que tenham a minha alegria completa em si mesmos”.

Os versos acima revelam claramente que embora Jesus estivesse no mundo naquele momento em que pronunciava estas palavras aos discípulos, Ele, (Jesus) já se considerava estando com o Pai naquele momento também. Veja que Jesus diz “eu já não estou no mundo”.  Jesus tinha certeza de que retornaria ao Pai, por isso falava como se já estivesse com Ele.

Nesta oração intercessora de Jesus, é bom ressaltar dois versos que também esclarecem um outro ponto duvidoso para muitas pessoas. Quem estará com Jesus por onde quer que Ele ande? Alguns dizem que apenas os apóstolos andarão ao lado de Jesus. Outros dizem que um grupo de 144000 pessoas especiais é que seguirão o Cordeiro por onde quer que Ele ande, mas isto não se harmoniza com toda a verdade das escrituras, nem mesmo com as palavras do próprio Jesus.  Vejamos.

João 17: 20 e 24

Eu não rogo somente por estes, mas também por aqueles que, pela sua palavra, hão de crer em mim;”

Pai, aqueles que me deste quero que, onde eu estiver, também eles estejam comigo, para que vejam a minha glória que me deste; porque tu me hás amado antes da criação do mundo

Estas palavras revelam um Deus justo e de amor ao mesmo tempo. Na parábola dos trabalhadores na vinha, (Mateus 20:1-15) Jesus deixou claro que a recompensa final será igual e/ou a mesma para todos os salvos. Deus não faz acepção de pessoas. Para mim, não haverá um grupo de privilegiados no céu ao lado de Jesus e outros na terra. Estas palavras de Jesus deixam muito claro que todos nós (os salvos) sem distinção estaremos com Cristo, onde Ele estiver. Embora haja muitas outras provas bíblicas acerca deste tema, (recompensa) que são bases sólidas para provar o que creio e afirmei, não vou entrar neste assunto agora, para não fugir do principal assunto que estamos tratando que é a questão do reino milenar no céu ou na terra. 

 

Nota NO TEMPO DO FIM: Desde já com Cristo! Portanto, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus. Rom 8:1 E mais: ...ensinando-os a observar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que Eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Mat 28:20

 

Já comprovamos que de fato existe um lugar no céu, que Jesus foi preparar para todos quantos fazem à vontade de Seu Pai que esta nos céus. Mas esta não é a única promessa de Jesus que temos para tomar como base e fundamento de nossa crença. A crença de que algum dia nós estaremos com Jesus no céu.  Vejamos mais.

Lucas 23: 42-43.

“E acrescentou: Jesus, lembra-te de mim quando vieres no teu reino. Jesus lhe respondeu: Em verdade te digo que hoje estarás comigo no paraíso”. (ARA)

“E disse a Jesus: Senhor, lembra-te de mim, quando entrares no teu Reino. E disse-lhe Jesus: Em verdade te digo que hoje estarás comigo no Paraíso”. (ARC)

Não vou entrar no mérito da discussão sobre o erro que existe quanto à tradução deste verso. Nós sabemos que Jesus, não foi ao céu no mesmo dia em que morreu e isto por si só já prova que a promessa de Jesus ao ladrão convertido na cruz, era a de que um dia, ele, o ladrão, estaria com Jesus no paraíso.  A promessa de Jesus foi clara. “Estarás comigo no Paraíso”.

O que precisamos descobrir não é se existe um paraíso. Que ele existe é um fato, caso contrário Jesus não o teria mencionado.  Mas, onde é que fica o Paraíso? O que a Bíblia nos fala sobre o paraíso? Onde ele esta neste momento? A primeira referencia que temos desta palavra na Bíblia já foi citada no verso anterior. A segunda referencia é por demais esclarecedora. Vejamos.

II Corintios 12: 2 – 4.

Conheço um homem em Cristo que, há catorze anos, foi arrebatado até ao terceiro céu (se no corpo ou fora do corpo, não sei, Deus o sabe) e sei que o tal homem (se no corpo ou fora do corpo, não sei, Deus o sabe) foi arrebatado ao paraíso e ouviu palavras inefáveis, as quais não é lícito ao homem referir”.

Este é mais um claro “Assim diz o Senhor”. O paraíso está no terceiro céu, ou seja, lugar da habitação do Altíssimo. Seria a promessa de Jesus apenas para o ladrão na cruz? É evidente que não. Já vimos isso antes. Estaria Jesus mentindo para o ladrão na cruz? Evidente que não.

A promessa é clara. “Estarás comigo no paraíso”. E este paraíso está no terceiro céu, lugar da habitação do Todo Poderoso.

 

Nota NO TEMPO DO FIM: O lugar onde o Senhor está é o paraíso; é o céu! Devemos nos lembrar que DEUS, através de Seu filho, o Verbo, criou a TERRA para ser habitada e fez dela um paraíso e este é o plano original da criação. Por isto é que João vê a Terra refeita com a cidade Celestial – com nossas moradas celestiais – descer sobre o Monte das Oliveiras... Note que a Cidade só desce na Terra quando esta está totalmente refeita, sem a mácula do pecado! Quanto ao ladrão da cruz, pergunto: Ele ressuscitou? Já está nas moradas celestiais? Ou ele, assim como os demais (e nós) aguardamos a redenção final (Heb 11:39-40) para adentrarmos no paraíso?

 

Apocalipse 2:7

Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas: Ao vencedor, dar-lhe-ei que se alimente da árvore da vida que se encontra no paraíso de Deus”.

Este verso é bastante interessante, pois acrescenta mais alguns detalhes importantes sobre o paraíso.

1º - No paraíso se encontra a árvore da vida.

2º - Todos os vencedores poderão se alimentar do fruto desta arvore que esta no paraíso.

Mas acontece que esta arvore segundo outro texto das escrituras sagradas, esta no meio da praça. A praça da cidade celestial a Nova Jerusalém. E é esta cidade, onde Jesus foi preparar lugares para todos os vencedores, todos os apóstolos, todos os discípulos e etc.

Apocalipse 22:2

No meio da sua praça, de uma e outra margem do rio, está a árvore da vida, que produz doze frutos, dando o seu fruto de mês em mês, e as folhas da árvore são para a cura dos povos”.

Apocalipse 22:14

Bem-aventurados aqueles que lavam as suas vestiduras no sangue do Cordeiro, para que lhes assista o direito à árvore da vida, e entrem na cidade pelas portas”.

 

Nota NO TEMPO DO FIM: Segundo o apóstolo João, ele descreve a Cidade após ela ter descido dos céus para que possamos nela habitar... Ele não diz que viu a Cidade Celestial descer com todos os santos nela! Leiamos Apoc 21:1-4  “E vi um novo céu e uma nova terra. Porque já se foram o primeiro céu e a primeira terra, e o mar já não existe. E vi a santa cidade, a nova Jerusalém, que descia do céu da parte de Deus, adereçada como uma noiva ataviada para o seu noivo. E ouvi uma grande voz, vinda do trono, que dizia: Eis que o tabernáculo de Deus está com os homens, pois com eles habitará, e eles serão o Seu povo, e Deus mesmo estará com eles. Ele enxugará de seus olhos toda lágrima; e não haverá mais morte, nem haverá mais pranto, nem lamento, nem dor; porque já as primeiras coisas são passadas”. Os grifos indicam uma ação no futuro e neste caso, poderemos perguntar: DEUS não esteve com o Seu povo todo este tempo (Mil Anos)? Sabemos que nesta Cidade Celestial estarão dois tronos: o trono de DEUS e o trono do Cordeiro!

 

Vimos que a arvore da vida se encontra no paraíso e também no meio da praça da cidade celestial, a Nova Jerusalém. Concluímos que o paraíso, também chamado de Éden, é o jardim de Deus, plantado na cidade da Nova Jerusalém. E é neste paraíso, é nesta cidade que estarão todos os resgatados pelo sangue do Cordeiro de Deus. Mas esta cidade, a Nova Jerusalém, onde está plantada a árvore da vida, no Éden, o jardim de Deus, e onde também esta o trono de Deus e do Cordeiro, esta cidade está agora, também nos céus, pois a Bíblia diz que dos céus ela descerá. Apoc. 21: 2.

O que apresentamos até aqui, por si só já seria suficiente para provar que algum dia os salvos estarão no paraíso, ou seja, no céu, e não, que os salvos nunca deixarão a terra como alguns querem afirmar, contrariando as claras e inspiradas palavras. Mas, para o caso de ainda não ser o suficiente, vejamos mais algumas provas.

Lucas 18:18-22

“Certo homem de posição perguntou-lhe: Bom Mestre, que farei para herdar a vida eterna? Respondeu-lhe Jesus: Por que me chamas bom? Ninguém é bom, senão um, que é Deus. Sabes os mandamentos: Não adulterarás, não matarás, não furtarás, não dirás falso testemunho, honra a teu pai e a tua mãe. Replicou ele: Tudo isso tenho observado desde a minha juventude. Ouvindo-o Jesus, disse-lhe: Uma coisa ainda te falta: vende tudo o que tens, dá-o aos pobres e terás um tesouro nos céus; depois, vem e segue-me”.

Esta promessa também por si só já é muito esclarecedora. Não vejo como interpretar de forma diferente as palavras de Jesus. É nos céus que esta o nosso maior tesouro. Jesus sabia que o coração daquele homem de posição, estava apegado as coisas materiais deste mundo. Por riquezas materiais e tesouros entendemos ouro, pedras preciosas, mansões, etc. Estes tesouros na terra são perecíveis.

Mateus 6: 19 - 20

Não acumuleis para vós outros tesouros sobre a terra, onde a traça e a ferrugem corroem e onde ladrões escavam e roubam; mas ajuntai para vós outros tesouros no céu, onde traça nem ferrugem corrói, e onde ladrões não escavam, nem roubam”;

Sobre este tesouro no céu, caso as palavras de Jesus tenham sido com sentido literal, podemos ter uma pálida idéia na visão do profeta João. Ver Apoc. 21:18-22. Alguns podem até considerar esta promessa com um sentido figurado, ou seja, não como um tesouro literal, composto de bênçãos materiais. Porém, seja materialmente ou espiritualmente falando, (neste caso a vida eterna) não importando o que de fato seja, o mais importante é que nosso tesouro está agora nos céus conforme afirmou Jesus e não na terra. O céu é o lugar do nosso tesouro, seja ele material ou espiritual. A Bíblia não só diz que temos um tesouro nos céus, mas acrescenta que o próprio céu, é em si mesmo um tesouro de Deus para nós e é dos céus que advém nossas maiores bênçãos. Afirmar que ninguém subirá ao céu, equivale a dizer que Jesus foi um grande mentiroso quando fez promessas de um céu, sem que estas promessas pudessem algum dia se tornar uma realidade.

 

Nota NO TEMPO DO FIM: Não podemos concluir que para obtermos os tesouros a nós reservados temos que ir até ele para tomarmos posse...

 

Deuteronômio 28:12

O SENHOR te abrirá o seu bom tesouro, o céu, para dar chuva à tua terra no seu tempo e para abençoar toda obra das tuas mãos; emprestarás a muitas gentes, porém tu não tomarás emprestado”.

Tiago 1:17

Toda boa dádiva e todo dom perfeito são lá do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não pode existir variação ou sombra de mudança”.

 

Nota NO TEMPO DO FIM: Note as palavras grifadas em ROXO...

 

Falando um pouco mais sobre este tesouro, o céu, aonde também esta, outro grande tesouro (a Santa Cidade, a Nova Jerusalém), Paulo acrescenta que ele, o tesouro que esta no céu (a Nova Jerusalém) é de cima, ou seja, neste momento esta cidade está nos céus. Não é sem motivo ou sem propósito que Paulo também nos incentiva a pensar nas coisas que são de cima e não nesta terra.

 

Nota NO TEMPO DO FIM: Evidentemente as coisas de cima são as espirituais e as de baixo as materiais (Mat 6:33).

 

Galatas 4:26

 “Mas a Jerusalém lá de cima é livre, a qual é nossa mãe;”  (por “mãe” entende-se pátria, conforme podemos confirmar com texto de Hebreus 11:16).

 

Nota NO TEMPO DO FIM: Quando herdaremos esta pátria?

 

Colossenses 3:1 e 2

Portanto, se fostes ressuscitados juntamente com Cristo, buscai as coisas lá do alto, onde Cristo vive, assentado à direita de Deus. Pensai nas coisas lá do alto, não nas que são aqui da terra”.

 

Nota NO TEMPO DO FIM: Neste momento do estudo podemos fazer uma pergunta: Onde é (ou será) o trono de Jesus? Lemos: Lucas 1:31-33 - Eis que conceberás e darás à luz um filho, ao qual porás o nome de Jesus. Este será grande e será chamado filho do Altíssimo; o Senhor Deus lhe dará o trono de Davi seu pai; e reinará eternamente sobre a casa de Jacó, e o seu reino não terá fim. Apoc 3:21 - Ao que vencer, eu lhe concederei que se assente comigo no meu trono; assim como eu venci e me assentei com Meu Pai no Seu trono. Daniel 2 fala-nos de um Reino eterno que se espalha por TODA a Terra. I Ped 1:4 nos fala de uma HERANÇA futura que está nos Céus (para uma herança incorruptível, incontaminável e imarcescível, reservada nos céus para vós... VEJA também: Fil 3:20; Heb 11:10 e 13:14; Col 1:5). Todas passagens falando sobre o nosso futuro dentro da Nova Jerusalém. Portanto o Reino é dos Céus e não nos Céus! Mas Daniel 7: 18 e 27 nos deixa claro sobre onde será estabelecido este reino. Leia: Mas os santos do Altíssimo receberão o reino e o possuirão para todo o sempre, sim, para todo o sempre.... O reino, e o domínio, e a grandeza dos reinos debaixo de todo o céu serão dados ao povo dos santos do Altíssimo.

Neste Reino seremos: ...e para o nosso Deus os fizeste reino, e sacerdotes; e eles reinarão sobre a terra. Apoc 5:10 Até na oração do pai Nosso o nosso Senhor nos insta a orar pela Vinda deste Reino! Mat 6:10. Portanto seja feita a Sua vontade na Terra assim como o é, nos Céus!

 

Neste momento eu imagino que os irmãos devem estar pensando: “Mas a cidade descerá para terra”.

Apocalipse 21: 1, 2 e 7.

Vi novo céu e nova terra, pois o primeiro céu e a primeira terra passaram, e o mar já não existe. Vi também a cidade santa, a nova Jerusalém, que descia do céu, da parte de Deus, ataviada como noiva adornada para o seu esposo... O vencedor herdará estas coisas, e eu lhe serei Deus, e ele me será filho”.

 

Nota NO TEMPO DO FIM: Note o tempo verbal...

 

Primeiro detalhe a ser observado neste capitulo é que a promessa de herdar a nova terra e o novo céu, bem como a Nova Jerusalém é para todos os vencedores.

 

Nota NO TEMPO DO FIM: Vejamos as promessas de DEUS à Abraão, a Israel e a Davi. Em Gen 12:1-3, 7 temos a promessa da terra prometida, semente e bênçãos. Leia também Gen 13:14-17; 15:5-7, 18: 17:1-7; Gen 22:16-18 – confirmado em Rom 4:13. As mesmas promessas foram refeitas a Israel (Jacó) e a seus doze filhos (Gen 26:2-5; 28:13-15: 35:10-12; Êxo 2:23-25; I Cro 16:13-19). Todas, bênçãos materiais e espirituais e NUNCA a promessa de um reinado celestial...

 

Sim. Eu concordo que a nova Jerusalém descerá para esta terra. Porem resta saber quando isto ocorrerá? Quando será que a cidade virá para terra? E quando será que os salvos entrarão nesta cidade?  Muito bem, vejamos o que “Assim nos diz o Senhor”, vejamos o que “Esta Escrito”.

Como toda verdade está intimamente interligada, quando não compreendemos corretamente um determinado ponto da verdade, certamente que outras mais, estarão comprometidas também, visto que uma verdade sempre serve de base e sustentação para outra verdade e assim sucessivamente.

Para que possamos compreender os pontos anteriores, é necessário sabermos o que acontecerá por ocasião da vinda do Senhor.  Isto é importante para que tenhamos um ponto de partida a fim de descobrirmos o que acontecerá logo em seguida.

Falando dos últimos acontecimentos, vejamos como são descritos pelos escritores bíblicos.

 II Pedro 3:1-13.

Amados, esta é, agora, a segunda epístola que vos escrevo; em ambas, procuro despertar com lembranças a vossa mente esclarecida, para que vos recordeis das palavras que, anteriormente, foram ditas pelos santos profetas, bem como do mandamento do Senhor e Salvador, ensinado pelos vossos apóstolos, tendo em conta, antes de tudo, que, nos últimos dias, virão escarnecedores com os seus escárnios, andando segundo as próprias paixões e dizendo: Onde está a promessa da sua vinda? Porque, desde que os pais dormiram, todas as coisas permanecem como desde o princípio da criação. Porque, deliberadamente, esquecem que, de longo tempo, houve céus bem como terra, a qual surgiu da água e através da água pela palavra de Deus, pela qual veio a perecer o mundo daquele tempo, afogado em água. Ora, os céus que agora existem e a terra, pela mesma palavra, têm sido entesourados para fogo, estando reservados para o Dia do Juízo e destruição dos homens ímpios. Há, todavia, uma coisa, amados, que não deveis esquecer: que, para o Senhor, um dia é como mil anos, e mil anos, como um dia. Não retarda o Senhor a sua promessa, como alguns a julgam demorada; pelo contrário, ele é longânimo para convosco, não querendo que nenhum pereça, senão que todos cheguem ao arrependimento. Virá, entretanto, como ladrão, o Dia do Senhor, no qual os céus passarão com estrepitoso estrondo, e os elementos se desfarão abrasados; também a terra e as obras que nela existem serão atingidas. Visto que todas essas coisas hão de ser assim desfeitas, deveis ser tais como os que vivem em santo procedimento e piedade, esperando e apressando a vinda do Dia de Deus, por causa do qual os céus, incendiados, serão desfeitos, e os elementos abrasados se derreterão. Nós, porém, segundo a sua promessa, esperamos novos céus e nova terra, nos quais habita justiça.”

Poderia haver maior clareza do que estas palavras? Creio que não. Pedro aqui dá com muita exatidão o que acontecerá por ocasião da volta de nosso Senhor.

Primeiro: Virá como ladrão. Ninguém sabe exatamente quando. Será uma surpresa para muitos com certeza. Porém, alguns estarão preparados para este momento, embora não sabendo quando exatamente Ele virá.

Segundo: A terra (não apenas parte dela) e as obras que nela existem serão atingidas. Os céus incendiados serão desfeitos e as obras na terra serão atingidas, os elementos se desfarão. 

Terceiro: Neste dia, ou seja, por ocasião do retorno de nosso Senhor, os ímpios segundo o apostolo Pedro, serão destruídos.  Pedro não disse que apenas uma parte dos ímpios seria destruída. Mas com clareza disse “...destruição dos homens ímpios.”

 

Nota NO TEMPO DO FIM: Note que não diz “homens ímpios vivos” mas sim TODOS os ímpios e isto, sabemos, ocorre após o milênio temporal... Leia Apoc 20

 

Salmos 37: 20.

Os ímpios, no entanto, perecerão, e os inimigos do SENHOR serão como o viço das pastagens; serão aniquilados e se desfarão em fumaça”.

Isaias 1:28

Mas os transgressores e os pecadores serão juntamente destruídos; e os que deixarem o SENHOR perecerão”.

Isaias 34: 1-4

Chegai-vos, nações, para ouvir, e vós, povos, escutai; ouça a terra e a sua plenitude, o mundo e tudo quanto produz. Porque a indignação do SENHOR está contra todas as nações, e o seu furor, contra todo o exército delas; ele as destinou para a destruição e as entregou à matança. Os seus mortos serão lançados fora, dos seus cadáveres subirá o mau cheiro, e do sangue deles os montes se inundarão.  Todo o exército dos céus se dissolverá, e os céus se enrolarão como um pergaminho; todo o seu exército cairá, como cai a folha da vide e a folha da figueira”.

Observem irmãos. Esta não é uma destruição parcial, onde uma parte restará na terra. O Profeta está se referindo a uma destruição global. Quer mais algumas indicações de uma destruição total dos ímpios ou pecadores? Vejamos.

Malaquias 4:1.

Pois eis que vem o dia e arde como fornalha; todos os soberbos e todos os que cometem perversidade serão como o restolho; o dia que vem os abrasará, diz o SENHOR dos Exércitos, de sorte que não lhes deixará nem raiz nem ramo.”.

Mateus 3: 10

Já está posto o machado à raiz das árvores; toda árvore, pois, que não produz bom fruto é cortada e lançada ao fogo.”.

Isso é um claro “ Assim Diz o Senhor”.  Os versos não deixam dúvidas. TODOS os que cometem perversidade. Isto significa: Não restará pecadores. TODA árvore significa toda, e não, uma parte sim e outra não.

Malaquias 3: 2.

Mas quem poderá suportar o dia da sua vinda? E quem poderá subsistir quando ele aparecer? Porque ele é como o fogo do ourives e como a potassa dos lavandeiros”.

Mateus 24: 37

Pois assim como foi nos dias de Noé, também será a vinda do Filho do Homem.

Mateus 24: 39

“... e não o perceberam, senão quando veio o dilúvio e os levou a todos, assim será também a vinda do Filho do Homem”.

 

Nota NO TEMPO DO FIM: Devemos examinar com muita lucidez se a passagem bíblica profetizada se refere ao início do milênio ou ao fim... Devemos entender como destruição dos ímpios, a passagem pela SEGUNDA MORTE, pois pela primeira, tanto Salvos como Ímpios podem passar!

 

Exemplos nos foram dados para que tivéssemos uma idéia do que acontecerá quando nosso Senhor Jesus retornar a esta terra, para buscar seus escolhidos.

Estes dois exemplos foram repetidos por Pedro e por Judas em suas epistolas.

II Pedro 2: 5-6.

“... e não poupou o mundo antigo, mas preservou a Noé, pregador da justiça, e mais sete pessoas, quando fez vir o dilúvio sobre o mundo de ímpios;  e, reduzindo a cinzas as cidades de Sodoma e Gomorra, ordenou-as à ruína completa, tendo-as posto como exemplo a quantos venham a viver impiamente”;

Judas 1: 7

“...como Sodoma, e Gomorra, e as cidades circunvizinhas, que, havendo-se entregado à prostituição como aqueles, seguindo após outra carne, são postas para exemplo do fogo eterno, sofrendo punição”.

 Os exemplos são claros: O dilúvio e a destruição das cidades de Sodoma e Gomorra.  Se Jesus disse que será exatamente como foi no dilúvio e também como foi em Sodoma e Gomorra, basta sabermos o que aconteceu nestas duas ocasiões.  E isso nós sabemos conforme a descrição bíblica.

Nas duas situações, tanto os ímpios ou pecadores, quanto a terra e as obras que nela existiam, ou seja, todas as cidades com suas riquezas materiais acumuladas pelos homens egoisticamente, pereceram.  Todavia, embora o dilúvio tenha destruído os pecadores daquela época e também a terra e suas obras, um pequeno grupo foi preservado milagrosamente por Deus. No fim acontecerá o mesmo, conforme disse Jesus. Embora as cidades de Sodoma e Gomorra tenham sido destruídas pelo fogo que desceu do céu, Ló e alguns familiares foram poupados porque anjos de Deus os protegeram. O mesmo ocorrerá quando Jesus retornar. Veja a seguir.

 

Nota NO TEMPO DO FIM: Não nos esqueçamos que em todos estes juízos divinos, o pecado não foi erradicado... Os remanescentes eram pecadores! Será assim, também na Volta de Jesus para se iniciar o milênio?

 

Mateus 24: 31

“E ele enviará os seus anjos, com grande clangor de trombeta, os quais reunirão os seus escolhidos, dos quatro ventos, de uma a outra extremidade dos céus.

I Tessalonissenses 4: 16 - 18

Ora, ainda vos declaramos, por palavra do Senhor, isto: nós, os vivos, os que ficarmos até à vinda do Senhor, de modo algum precederemos os que dormem. Porquanto o Senhor mesmo, dada a sua palavra de ordem, ouvida a voz do arcanjo, e ressoada a trombeta de Deus, descerá dos céus, e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro; depois, nós, os vivos, os que ficarmos, seremos arrebatados juntamente com eles, entre nuvens, para o encontro do Senhor nos ares, e, assim, estaremos para sempre com o Senhor. Consolai-vos, pois, uns aos outros com estas palavras”.

1º Em o que os que ficarem vivos até a ocasião da volta de Jesus, não irão preceder aos que dormem? Resposta: seremos arrebatados juntamente com eles, entre nuvens, para o encontro do Senhor nos ares,

2º Em que lugar nós iremos nos encontrar com o Senhor? Resposta: Nos céus.

 

Nota NO TEMPO DO FIM: No primeiro, segundo ou terceiro céu? Fica evidente, pelo menos em um primeiro momento, que ainda estamos dentro do planeta – primeiro céu!

 

I Coríntios 15: 51 – 52

Eis que vos digo um mistério: nem todos dormiremos, mas transformados seremos todos,
num momento, num abrir e fechar de olhos, ao ressoar da última trombeta. A trombeta soará, os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados
”.

 

Nota NO TEMPO DO FIM: Porém devemos nos ater ao contexto destes versos e ver que: 24 Então virá o fim quando ele entregar o reino a Deus o Pai, quando houver destruído todo domínio, e toda autoridade e todo poder. 25 Pois é necessário que ele reine até que haja posto todos os inimigos debaixo de seus pés. 26 Ora, o último inimigo a ser destruído é a morte (I Cor 15). Sabemos que a morte será lançada no Lago de fogo APÓS o milênio... Note o verso 25 falando-nos de um reinado do Messias. Perguntamos: Quanto durará este reinado? A Sua VOLTA – no início do Milênio – não foi suficiente para “acabar” com os Seus inimigos?

 

Querido irmãos; Com estes versos acima, especialmente com as palavras do grande apostolo Paulo, encerro a primeira parte deste trabalho, afirmando que diante dos tantos textos claros, eu não posso negar que algum dia no futuro, todos os verdadeiros cristãos serão levados aos céus, para as moradas que Jesus foi preparar, na casa do Pai. Existem muitas outras evidencias que poderia citar, mas isso tornaria o texto grande demais e cansativo para analise.  Estas evidências nós poderemos abordar em outras ocasiões caso seja necessário.  Farei mais algumas considerações sobre os mil anos, para finalizar este estudo resumido completando o entendimento que temos deste assunto.

Nota NO TEMPO DO FIM: Após o dilúvio o Senhor estabeleceu um pacto com Noé: Nunca mais ferir TODO o ser vivente (...nem tornarei mais a ferir todo vivente, como acabo de fazer. – Gen 8:21) como fizera e renova a promessa feita a Adão que deveriam crescer e multiplicar-se para povoar a terra (Gen 9:7). Esta TERRA, segundo a promessa do Criador é de que ela foi feita para ser habitada e não desolada! Isa 45:18

Jesus nos contou uma parábola que se aplica à esta situação, se bem que a igreja (diga-se IASD) a aplica em uma outra situação (como sendo a igreja e não o mundo)... Vejamos: ...Deixai crescer ambos juntos até a ceifa; e, por ocasião da ceifa, direi aos ceifeiros: Ajuntai primeiro o joio, e atai-o em molhos para o queimar; o trigo, porém, recolhei-o no meu celeiro. Mat 13:24-30 Nos versos 36-43 temos a explicação dada pelo próprio Mestre: ..O que semeia a boa semente é o Filho do homem; o campo é o mundo; a boa semente são os filhos do reino; o joio são os filhos do maligno; o inimigo que o semeou é o Diabo; a ceifa é o fim do mundo, e os ceifeiros são os anjos. Note a preocupação do Senhor (assim com o no dilúvio, no êxodo e na destruição da Jerusalém terreal) em não destruir algum justo juntamente com um ímpio! Mas, no dia da Sua vinda, os anjos virão na frente com uma dupla tarefa: destruir os ímpios vivos e resgatar os justos.

Esta tarefa dos anjos é confundida e apregoada como sendo o tal de rapto secreto. Note, porém que naquele dia onde é dito que um será levado e o outro deixado (Mat 24:40, 41; Luc 17:34-36) está se referindo ao ímpio que será levado e não ao salvo, pois a tarefa dada aos anjos é que primeiro colha o Joio – para ser destruído; não foi assim no dilúvio? Não foram os ímpios “levados”? – e só então ajunte o Trigo para levar até Jesus que os espera nos ares... Neste momento cumpre-se Mat 25:31 - Quando, pois vier o Filho do homem na sua glória, e todos os anjos com ele, então se assentará no trono da sua glória;

Jesus estará sobre o monte das Oliveira (Zac 14:4, 9) aguardando o nosso resgate que seremos levados até Ele, nos ares, pelos anjos que tem a segunda tarefa a realizar: nos arrebatar até Ele!

Porém, a promessa de DEUS à Noé é a de que NUNCA mais destruirá TODO ser vivente! Sabemos que os vivos Salvos naquele dia serão como os anjos, incorruptíveis (144.000?), mas nesta situação não serão mais como o ser humano criado no Éden! Deus MUDOU seus planos (Pois eu, o Senhor, não mudo; por isso vós, ó filhos de Jacó, não sois consumidos. Mal 3:6)? Por isto, nas diversas passagens do VT encontramos versos que nem todos serão destruídos, como o foi no dilúvio. Naquela ocasião, os que estavam fora da arca foram destruídos! Agora, em Sua vinda cumpre-se a promessa “não serão TODOS feridos”!

Vamos ler: Eis que o Senhor esvazia a terra e a desola, transtorna a sua superfície e dispersa os seus moradores... De todo se esvaziará a terra, e de todo será saqueada, porque o Senhor pronunciou esta palavra... Por isso a maldição devora a terra, e os que habitam nela sofrem por serem culpados; por isso são queimados os seus habitantes, e poucos homens restam. (Isa 24:1, 3, 6). Zac 14:1, 4, 9, 16 (e muitas outras passagens) confirmam o fato de que a destruição dos ímpios não é total . Veja Eze 36:36 - Então as nações que ficarem de resto em redor de vós saberão que eu, o Senhor, tenho reedificado as cidades destruídas, e plantado o que estava devastado. Eu, o Senhor, o disse, e o farei.

A IASD tem usado Jeremias 4 para afirmar que na Volta de Jesus a Terá ficará deserta (desolada – um abismos) porém, se continuarmos com a leitura deste capítulo – que trata da destruição de Jerusalém por ocasião da invasão babilônica – veremos que RESTARAM sobreviventes, inclusive o próprio Jeremias!

Assim que as nações (Eze 37:21, 22, 25 e 28) que restarão são os sobreviventes das nações e não os santos que foram resgatados pois estes não tomaram parte da grande destruição, porém, como vimos em Zac 14:16, somente os que vieram contra Jerusalém (não confunda este levante que faz parte da sexta praga – o Armagedon – com o levante após o milênio) é que serão assolados, poucos sobrevivendo!

Devemos notar que o Armagedom – levante contra Jerusalém – só tem fim ao toque da sétima trombeta (I Tes 4:16, 17). Neste momento ocorrerá grande conversão ao Sinal de Jesus, o Messias e nosso Cristo (Sof 3:8-9, 13; Zac 14:16)! Estes convertidos e sobreviventes farão parte das nações que se desenvolverão durante o reinado milenar!

A salvação de Israel é clara nas Escrituras: Pergunto, pois: Acaso rejeitou Deus ao seu povo? De modo nenhum; por que eu também sou israelita, da descendência de Abraão, da tribo de Benjamim... Porque não quero, irmãos, que ignoreis este mistério (para que não presumais de vós mesmos): que o endurecimento veio em parte sobre Israel, até que a plenitude dos gentios haja entrado; e assim todo o Israel será salvo, como está escrito: Virá de Sião o Libertador, e desviará de Jacó as impiedades; e este será o meu pacto com eles, quando eu tirar os seus pecados. Rom 11:1, 25-27. (OBS: Leia o capítulo todo).

De Israel será formada uma grande nação, porém, apesar de continuarem com a natureza pecaminosa, não pecarão por “tentação” (satanás estará preso durante o milênio), mas se o fizerem, farão por conta própria e isto será pago com a sua própria morte no fim do milênio! Estas serão as nações (de ímpios) que seguirão satanás após o milênio contra a cidade querida (acampamento dos santos, a Jerusalém terreal – não a Cidade Celestial que só desce sobre o monte após tudo ter-se acabado conf. Apoc 21:1, 2 - , onde se encontra o trono de Jesus, durante o milênio – Apoc 20:9)! Somente após a destruição final de satanás, seus anjos e ímpios é que a morte será lançada no Lago de Fogo resultante do fogo vindo do Eterno. Deste momento em diante, reina a imortalidade para os Salvos do milênio terreal e a Nova Jerusalém desce sobre o monte das Oliveiras para ser habitada por eles!!!

Importante reafirmar que sendo assim – Cristo reinado na Terra por mil anos – descarta-se uma TERCEIRA vinda de Jesus, o que jamais foi escrito nas Sagradas Letras! Lembre-se: Não devemos concluir, supor, fazer conjectura ou deduzir.

 

Os Mil Anos e as Duas Ressurreições

A Bíblia diz que haverá duas ressurreições ou pelo menos dois tipos de ressurreições. Vamos analisar agora o que a Bíblia fala sobre este assunto, para que possamos compreender melhor nossa ida ao céu. Vejamos.

Atos dos Apóstolos 24:15
tendo esperança em Deus, como também estes a têm, de que haverá ressurreição, tanto de justos como de injustos

Daniel 12:2
“Muitos dos que dormem no pó da terra ressuscitarão, uns para a vida eterna, e outros para vergonha e horror eterno.”.

João 5:29
os que tiverem feito o bem, para a ressurreição da vida; e os que tiverem praticado o mal, para a ressurreição do juízo.”.

Está claro pelos versos acima que haverá dois tipos de ressurreição. Uma que a Bíblia denomina de ressurreição dos justos e outra que a Bíblia chama de ressurreição dos injustos. Uma será a ressurreição da vida, a outra será a ressurreição do juízo. Será que estas duas ressurreições acontecerão simultaneamente? Será que ambas acontecerão ao mesmo tempo? O que diz a Bíblia?

Lucas 14:14
e serás bem-aventurado, pelo fato de não terem eles com que recompensar-te; a tua recompensa, porém, tu a receberás na ressurreição dos justos.”.

João 11:24
Eu sei, replicou Marta, que ele há de ressurgir na ressurreição, no último dia.”.

Estas passagens revelam com clareza que a ressurreição dos justos, acontecerá no ultimo dia, ou seja, no fim, quando Jesus retornar a esta terra. Será também neste dia, que os justos receberão suas recompensas.  E qual será a recompensa dos justos? A resposta é simples. A imortalidade e o encontro com o Senhor nos céus, conforme já comprovamos anteriormente.  Lembra da promessa de Jesus em Apocalipse 2:7?  “Ao vencedor, dar-lhe-ei que se alimente da árvore da vida que se encontra no Paraíso de Deus”.  E o paraíso fica aonde? Segundo Paulo, hoje ele fica no terceiro céu.

 

Nota NO TEMPO DO FIM: Grifo nosso...

 

A Bíblia diz com clareza a primeira ressurreição acontecerá por ocasião da vinda de nosso Senhor. Esta será a ressurreição da vida.  Vejamos.

I Tessalonicenses 4:16
Porquanto o Senhor mesmo, dada a sua palavra de ordem, ouvida a voz do arcanjo, e ressoada a trombeta de Deus, descerá dos céus, e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro;”.

 Apocalipse 20:6
Bem-aventurado e santo é aquele que tem parte na primeira ressurreição; sobre esses a segunda morte não tem autoridade; pelo contrário, serão sacerdotes de Deus e de Cristo e reinarão com ele os mil anos.”

 

Nota NO TEMPO DO FIM: Nos céus ou na Terra?

 

Agora pense irmão. Se os ímpios estão todos mortos como vimos que acontecerá e os salvos receberão a imortalidade na mesma ocasião em que haverá a ressurreição dos justos, como ainda restará na terra um certo numero de pecadores? Receberia esses pecadores também o toque da imortalidade?   Outra coisa; se estaremos na presença do Senhor, como podem pecadores subsistir na presença d’Aquele que é como fogo consumidor? Haja vista que Ele virá para terra segundo acreditam os que ensinam que o milênio será aqui na terra. Agora vejam irmãos o verso seguinte.

Apocalipse 20:5
Os restantes dos mortos não reviveram até que se completassem os mil anos. Esta é a primeira ressurreição.”.

Observe bem irmão.

A morte não tem domínio sobre aqueles que fazem parte da primeira ressurreição e a segunda ressurreição só ocorre após o milênio. Somente depois que se completarem os mil anos é que haverá a segunda ressurreição, portanto, esta segunda ressurreição só pode ser a ressurreição para vergonha e horror eterno, a ressurreição dos injustos, a ressurreição do juízo.  Tentem imaginar agora a seguinte cena; vários pecadores ainda sujeitos a morte e todo tipo de sofrimento por causa do pecado, convivendo com os justos imortais na mesma terra? Como seria a vida dos salvos imortais na terra tendo que conviver durante mil anos com pecadores e toda sorte de miséria e sofrimento causado por esses pecadores e com a morte das pessoas? Isso é totalmente anti-bíblico, pois, deturpa a imagem de um Deus de amor.

Além disso, que tipo de recompensa é esta, em que salvos que recebem a recompensa, (o direito a arvore da vida) ainda tem de conviver com pecadores por mais mil anos, mesmo depois de terem ressuscitados?

 

Nota NO TEMPO DO FIM: O que é Mil Anos para um ser imortal? Se, são imortais, o tempo não mais existe! Em nossas Bíblias lemos: ...Mas vós, amados, não ignoreis uma coisa: que um dia para o Senhor é como mil anos, e mil anos como um dia. II Pedro 3:8

 

Agora leia com calma os versos seguintes e veja se de fato não há sentido.

Apocalipse 19 : 19 – 21.

E vi a besta e os reis da terra, com os seus exércitos, congregados para pelejarem contra aquele que estava montado no cavalo e contra o seu exército. Mas a besta foi aprisionada, e com ela o falso profeta que, com os sinais feitos diante dela, seduziu aqueles que receberam a marca da besta e eram os adoradores da sua imagem. Os dois foram lançados vivos dentro do lago de fogo que arde com enxofre. Os restantes foram mortos com a espada que saía da boca daquele que estava montado no cavalo. E todas as aves se fartaram das suas carnes.

Observação: Sem entrar no mérito de quem é a besta e o falso profeta, os versos acima declaram que alem destes o restante, ou seja, todos os demais foram mortos. Interessante é que fica apenas de fora o dragão.  O dragão não morre nesta ocasião, mas o restante sim.

 

Nota NO TEMPO DO FIM: os restantes ímpios!

 

Apocalipse 20: 1 – 15.

Então, vi descer do céu um anjo; tinha na mão a chave do abismo e uma grande corrente. Ele segurou o dragão, a antiga serpente, que é o diabo, Satanás, e o prendeu por mil anos; lançou-o no abismo, fechou-o e pôs selo sobre ele, para que não mais enganasse as nações até se completarem os mil anos.”

 

Nota NO TEMPO DO FIM:  ...que nações? Se ainda não houve ressurreição dos ímpios! Nações celestiais não vale; o pecado está restrito à este planeta, não é?

 

Aqui é que algumas pessoas encontram dificuldades para entender estes acontecimentos.

 

O primeiro ponto é a questão do abismo. Uma coisa é certa. Caso o abismo seja um lugar nas profundezas dos mares, (Obs:alguns acreditam desta forma e outros que este abismo seria no centro da terra) ou, caso o abismo seja a própria terra desolada, inóspita e desabitada, isso não altera o fato de que satanás está prezo de alguma forma, sem poder tentar a mais ninguém. Com isto todos concordam. A Bíblia diz que neste período, durante os mil anos, satanás estará impedido de alguma forma de exercer seu poder, seja por uma circunstancia ou outra, pode ser por estar realmente prezo ou amarrado por um objeto, neste caso, uma grande corrente em um determinado local como alguns acreditam ou pode ser que seja pelo fato de não ter a quem mais influenciar.

 

Mas, este, é exatamente um dos pontos de conflito que separam os que acreditam num período milenar celestial dos que acreditam num período milenar na terra.

 

É importante observar, que embora o abismo descrito no texto do livro do Apocalipse pareça ter uma conotação de lugar, o que de fato prende o dragão, não é o abismo, mas a grande corrente. Veja que o abismo neste caso tem também uma conotação de um cadeado. Ainda mais porque a Bíblia diz que o anjo tinha na mão a CHAVE do abismo. Neste sentido, o abismo deixa de ser um lugar para ter a conotação de um objeto (Um Cadeado, uma Tranca) que prende a grande corrente, que amarra ou segura ou mesmo impede a ação do dragão.  O dragão é preso pela grande corrente e o abismo é o cadeado ou tranca que mantém a corrente preza ou amarrada ao dragão.   

 

Nota NO TEMPO DO FIM: Impossível negar que o abismo seja o LUGAR e não um cadeado... o contexto afirma que o anjo tem a chave da prisão (abismo)!

 

O segundo ponto é a frase que diz: “... para que não mais enganasse as nações até se completarem os mil anos.

 

Acontece que algumas pessoas já vão deduzindo ou fazendo conjecturas de que, se ele (satanás) foi prezo para não mais enganar as nações, então, isto é porque ainda existirão pessoas ou nações durante este período (mil anos) na terra.  Mas a pergunta é: O texto afirma ou diz que estas nações estão na terra? A resposta com toda certeza é NÃO. O texto não diz isso. Se o texto não diz isso, então, estamos com isto sendo direcionados ou levados para o lado da suposição, da conjectura ou da dedução. Doutrinas ou verdades não podem ser ensinadas com base em suposições, conjecturas ou deduções. Assim, o fato, de estar relatado na Bíblia que satanás não poderá enganar e seduzir as nações, não significa necessariamente, que estas nações estejam na terra. O mais importante neste relato é que estas pessoas cognominadas de nações, não estão mais ao alcance do poder de engano e sedução do inimigo. O que João quis deixar bem claro, é que satanás não tem acesso a elas, e isto pode significar também, que estas pessoas ou nações, não estão mais ao seu alcance pelo fato de não estarem mais nesta terra, na qual ele, satanás, de alguma forma estará prezo.

 

Mas qual seria o motivo real pelo qual satanás não poderá mais ter acesso a estas pessoas também cognominadas de nações e consequentemente não poderia exercer seu poder enganador sobre elas? Se levarmos em conta o contexto anterior e posterior à frase que nos causa duvida, podemos encontrar a resposta para pergunta anterior. No contexto encontramos a seguintes citações: (Os restantes foram mortos com a espada que saía da boca daquele que estava montado no cavalo ) ; (Os restantes dos mortos não reviveram até que se completassem os mil anos)  Se todo o restante esta morto durante o período dos mil anos, a quem satanás poderia enganar? Os ímpios estão mortos, isso não há duvida. Se os ímpios estão mortos quem são estas nações na terra?  Só nos resta uma única alternativa. São os salvos. Mas observe. Como poderia satanás engana-los mesmo que estivessem na terra, se o próprio Deus estará com Eles? Ora os salvos já não receberam também suas recompensas? Já não receberam eles o toque da imortalidade quando Jesus retornou? De que adiantaria satanás tentar enganá-los? Isto não faz nenhum sentido. Mas, o que diz a Bíblia? Não estão eles nos céus? Lembre-se das palavras de Paulo. “Ressoada a trombeta de Deus, O Senhor descerá dos céus e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro e depois nós os que ficarmos vivos até esta ocasião, seremos transformados num abrir e fechar de olhos e subiremos entre nuvens ao encontro do Senhor nos céus.” Como poderia satanás tentar enganar os salvos? Isso também não tem sentido algum. Assim, isto só não teria sentido se satanás não estivesse preso ou limitado por alguma circunstancia.

 

Sabemos pelas escrituras, que embora satanás houvesse sido expulso do céu (Ver Lucas 10:18; Apoc.12: 7- 9, 13) também cognominado o paraíso celestial, o Éden, onde antes residia junto de Deus como um querubim cobridor (Ver Ezequiel 28: 12 – 18; Isaias 14: 12 -15) ; todavia, segundo a própria Bíblia, este paraíso ou céu não ficou cerceado em definitivo para ele.  Deus não limitou seu acesso ao céu ou a qualquer outra parte deste universo. A Bíblia não diz isso. A Bíblia não diz que satanás, o dragão e seus anjos, estavam limitados a viver e agir somente nesta terra. A prova disto nós encontramos em algumas importantes passagens da Bíblia que nos ajudam a compreender esta verdade. Vejamos.

 

Jó 1:6  Num dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o SENHOR, veio também Satanás entre eles.

Jó 2:1  Num dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o SENHOR, veio também Satanás entre eles apresentar-se perante o SENHOR.

 

Jó 1:7  Então, perguntou o SENHOR a Satanás: Donde vens? Satanás respondeu ao SENHOR e disse: De rodear a terra e passear por ela.

 

Jó 2:2  Então, o SENHOR disse a Satanás: Donde vens? Respondeu Satanás ao SENHOR e disse: De rodear a terra e passear por ela.

 

Estas passagens nos dão o entendimento de que satanás de alguma forma teve acesso à presença de Deus, isso mesmo após já ter sido expulso dos céus, evidentemente logo que ficou manifesta sua obra de engano perante os demais anjos do Senhor. Satanás ainda teve acesso aos céus e a Bíblia em nenhum texto ou verso das escrituras, exceto em Apocalipse 20:1-3, 7, nos informa ou deixa transparecer que satanás tenha sido limitado por Deus a atuar apenas nesta terra. Satanás tinha acesso ao céu. Outra prova encontramos está no seguinte texto:

 

Nota NO TEMPO DO FIM: Não usemos de conjecturas... Está nas Sagradas Letras que os versos de Jô são posteriores ao fato de satanás ter sido expulso dos céus? Lucas 10:11

 

II Crônicas 18: 19-21

Perguntou o SENHOR: Quem enganará Acabe, o rei de Israel, para que suba e caia em Ramote-Gileade? Um dizia desta maneira, e outro, de outra. Então, saiu um espírito, e se apresentou diante do SENHOR, e disse: Eu o enganarei. Perguntou-lhe o SENHOR: Com quê? Respondeu ele: Sairei e serei espírito mentiroso na boca de todos os seus profetas. Disse o SENHOR: Tu o enganarás e ainda prevalecerás; sai e faze-o assim”.

 

Esta ação jamais seria exercida por um santo anjo. Não se esqueça que anjos são espíritos. (Ver Hebreus 1: 13-14)  Sabemos quem é o pai da mentira. Quem é o enganador? (Ver Apoc. 20: 2-3)

 

Nota NO TEMPO DO FIM: Será que não? Leiamos: ...e se satanás se tem levantado contra si mesmo, e está dividido, tampouco pode ele subsistir; antes tem fim. Marcos 3:26. Deus precisa da obra de um anjo caído para executar a Redenção do ser humano? Existem os que pensam assim ao afirmarem que nem mesmo o sacrifício de Jesus foi suficiente e, hoje, precisa-se da intervenção de um “terceiro deus”...

 

Agora note irmão! De onde saiu o espírito (satanás) mentiroso? A Bíblia não diz. Mas, aonde este espírito se apresentou? Diante do Senhor, isso afirma a Bíblia.  Assim, “Está Escrito”. Certamente não podemos afirmar que satanás ainda tenha acesso aos céus. Porém, também não podemos afirmar que ele não tem mais acesso aos céus. Assim, se ele (satanás) ainda tem acesso aos céus ou a qualquer outra parte do universo além desta terra, estando à mesma sem habitantes e o mesmo limitado a própria terra desolada, inóspita e inabitada em sua superfície, ou no abismo como sendo algum local nas profundezas dos mares ou do centro da terra como alguns querem crer, isto sem duvida, nos revela que não importa a forma em que ele vai estar aprisionado, mas que esta terra será uma GRANDE PRISÃO, como uma GRANDE CORRENTE ou um grande ABISMO para ele.

Crêem os irmãos, que o Todo Poderoso Deus, necessitaria de algum objeto, tal como uma grande corrente para amarrar um anjo, por mais poderoso que este anjo seja? Claro que não. Basta Deus, o Criador de todas as coisas, apenas dar uma ordem, quem sabe apenas um pensamento Seu, e tudo lhe esta sujeito. Quem é satanás, para desafiar o Todo Poderoso? Se Deus lhe ordenar que desta maldita terra ele não saia, crê os irmãos que satanás o desafiaria? (Veja Tiago 2:19).

 

Nota NO TEMPO DO FIM: Desafiar porque, se ate mesmo trabalha para Ele, executando o serviço sujo!

 

Depois disto, é necessário que ele seja solto pouco tempo. Vi também tronos, e nestes sentaram-se aqueles aos quais foi dada autoridade de julgar. Vi ainda as almas dos decapitados por causa do testemunho de Jesus, bem como por causa da palavra de Deus, tantos quantos não adoraram a besta, nem tampouco a sua imagem, e não receberam a marca na fronte e na mão; e viveram e reinaram com Cristo durante mil anos. Os restantes dos mortos não reviveram até que se completassem os mil anos. Esta é a primeira ressurreição. Bem-aventurado e santo é aquele que tem parte na primeira ressurreição; sobre esses a segunda morte não tem autoridade; pelo contrário, serão sacerdotes de Deus e de Cristo e reinarão com ele os mil anos. Quando, porém, se completarem os mil anos, Satanás será solto da sua prisão e sairá a seduzir as nações que há nos quatro cantos da terra, Gogue e Magogue, a fim de reuni-las para a peleja. O número dessas é como a areia do mar. Marcharam, então, pela superfície da terra e sitiaram o acampamento dos santos e a cidade querida; desceu, porém, fogo do céu e os consumiu. O diabo, o sedutor deles, foi lançado para dentro do lago de fogo e enxofre, onde já se encontram não só a besta como também o falso profeta; e serão atormentados de dia e de noite, pelos séculos dos séculos. Vi um grande trono branco e aquele que nele se assenta, de cuja presença fugiram a terra e o céu, e não se achou lugar para eles. Vi também os mortos, os grandes e os pequenos, postos em pé diante do trono. Então, se abriram livros. Ainda outro livro, o Livro da Vida, foi aberto. E os mortos foram julgados, segundo as suas obras, conforme o que se achava escrito nos livros. Deu o mar os mortos que nele estavam. A morte e o além entregaram os mortos que neles havia. E foram julgados, um por um, segundo as suas obras. Então, a morte e o inferno foram lançados para dentro do lago de fogo. Esta é a segunda morte, o lago de fogo. E, se alguém não foi achado inscrito no Livro da Vida, esse foi lançado para dentro do lago de fogo”. 

 

A Bíblia diz que após a segunda ressurreição, satanás é solto. Porque satanás é solto, só após a segunda ressurreição? É interessante notar que o momento descrito como a libertação de satanás, ou seja, satanás pode agora atuar seduzindo e enganando, é o mesmo momento em que ocorre a segunda ressurreição. Somente após os mil anos, os ímpios mortos ou os restantes dos mortos ressuscitam e somente após os mil anos satanás é solto. Uma mera coincidência? Para mim não.

 

Nota NO TEMPO DO FIM: Note na seqüência do Apocalipse 20 citado acima que APÓS satanás ter sido lançado no Lago de Fogo – depois de ter ido conta a Jerusalém TEREAL - , ocorre ainda o julgamento de ímpios e mais alguns são ressuscitados para o horror eterno! Observe também que o verso 11 deste capítulo fala da Terra e do céu (o primeiro) a fugir da presença do Senhor! Aqui é que se cumpre II Pedro 3:10 – e não como nos tem ensinado a IASD - com o fogo celestial caindo sobre eles (Apoc 20:9)! Veja II Pedro 3:7 falando da destruição final dos ímpios: isto após os mil anos terrestres (verso 8). E, o verso 13 de II Pedro (Nós, porém, segundo a sua promessa, aguardamos novos céus e uma nova terra, nos quais habita a justiça.) confirma João 21:1 que diz: E vi um novo céu e uma nova terra. Porque já se foram o primeiro céu e a primeira terra, e o mar já não existe.

 

E ainda nem falamos sobre a questão do julgamento. O julgamento que todos os salvos tomaram parte.  Falaremos disso um pouco mais adiante. Antes falemos de outra questão polemica em virtude do seguinte termo ou expressão que aparece no texto de apocalipse: “... e reinarão com ele os mil anos...”. 

 

Segundo argumentam os seguidores desta denominação, como poderão os salvos reinar durante os mil anos sem que haja súditos? A visão teológica dos seguires desta denominação é a de que os salvos dominarão como reis humanos dominavam as pessoas de sua época, impondo sua vontade própria a elas, tornando-as suas serviçais.  Como sacerdotes os salvos intermediarão entre os ímpios e Deus durante este período de mil anos na terra.  Este é um outro conceito absurdo, pois retira de Cristo sua condição de mediador entre Deus e os homens, estabelecendo um novo sacerdócio humano, como foi o sacerdócio levítico antes de Jesus. Veja irmãos, quantos conceitos errôneos por causa de um entendimento equivocado das coisas espirituais. Em que condição os salvos reinarão e serão sacerdotes com Cristo durante os mil anos? Qual o significado de reinar? Reinar é apenas uma forma de governar, de conduzir as coisas de mostrar como devem funcionar as coisas.  O que era Adão antes do pecado? Deus determinou que Adão governasse a terra. E quais eram os súditos de Adão antes do pecado? Nenhum. Exceto animais e plantas. Como funciona as coisas no reino de Deus? Por favor leia e medite nestas passagens para que compreendas o que significa reinar com Cristo os mil anos.

 

Lucas 22: 25-30. “Mas Jesus lhes disse: Os reis dos povos dominam sobre eles, e os que exercem autoridade são chamados benfeitores. Mas vós não sois assim; pelo contrário, o maior entre vós seja como o menor; e aquele que dirige seja como o que serve. Pois qual é maior: quem está à mesa ou quem serve? Porventura, não é quem está à mesa? Pois, no meio de vós, eu sou como quem serve. Vós sois os que tendes permanecido comigo nas minhas tentações. Assim como meu Pai me confiou um reino, eu vo-lo confio, para que comais e bebais à minha mesa no meu reino; e vos assentareis em tronos para julgar as doze tribos de Israel”.  Eis aqui o verdadeiro significado de reinar. Reinar com Cristo significa servir em vez de ser servido.  Os que acreditam num reino milenar nesta terra estão em mente com o modelo de reino humano, por isso ainda pensam em súditos.  Adão reinava ou governava a terra antes do pecado e não possuía súditos. Assim será o reino milenar com Cristo no céu. Não iremos para o céu para ser servidos, iremos para servir. Há um ditado popular que bem se enquadra neste momento e diz assim: “Aquele que não vive para servir, não serve para viver.”. Lembrem-se deste ditado irmãos, pois poderá se aplicar á todos nós no fim.

 

Nota NO TEMPO DO FIM: ...e vos assentareis em tronos para julgar as doze tribos de Israel. Lucas 22:30 (!?!?!)

 

Quanto ao sacerdócio, devemos lembrar que antes de ser um mediador, o sacerdote, era em si mesmo um serviçal. Os sacerdotes serviam ao povo e não o povo aos sacerdotes. Mas, da mesma forma que os sacerdotes se corromperam no passado, assim é hoje, pois os “pastores” se servem das ovelhas ao invés de servirem as ovelhas. Outras funções do sacerdócio eram as de orientar, educar, julgar e ensinar o povo com respeito à vontade de Deus. Assim, dentro de cada lar ou família havia um sacerdote.  Evidentemente uma dessas funções que é a de julgar, estará sendo exercida pelos futuros sacerdotes que reinarão com Cristo. Veja:

Lucas 22:30“Assim como meu Pai me confiou um reino, eu vo-lo confio, para que comais e bebais à minha mesa no meu reino; e vos assentareis em tronos para julgar as doze tribos de Israel”.

 

1 Coríntios 6:2  “Ou não sabeis que os santos hão de julgar o mundo? Ora, se o mundo deverá ser julgado por vós, sois, acaso, indignos de julgar as coisas mínimas?”

1 Coríntios 6:3  “Não sabeis que havemos de julgar os próprios anjos?

 

 Apocalipse 20: Vi também tronos, e nestes sentaram-se aqueles aos quais foi dada autoridade de julgar. Vi ainda as almas dos decapitados por causa do testemunho de Jesus, bem como por causa da palavra de Deus, tantos quantos não adoraram a besta, nem tampouco a sua imagem, e não receberam a marca na fronte e na mão; e viveram e reinaram com Cristo durante mil anos”.

 

Veja que a autoridade de julgar foi dada aos santos. Por isso os salvos nos céus serão sacerdotes, pois hão de julgar e hão de servir. Mas quando será este julgamento? Quando se dará? Ora, se havemos de julgar até os anjos, quando se dará este julgamento? É evidente que este julgamento só ocorrerá após a primeira ressurreição.

 

Nota NO TEMPO DO FIM: Não!!! Não está evidente que isto ocorrerá após a PRIMEIRA ressurreição, pois a passagem é clara, cronologicamente (Apoc 20:11-15) que isto ocorrerá após satanás ter sido lançado no lago de fogo, quando estará ocorrendo a segunda ressurreição... Isto será realizado contra os ímpios e contra os anjos seguidores do mestre da mentira, satanás!

 

1 Coríntios 4:5  “Portanto, nada julgueis antes do tempo, até que venha o Senhor, o qual não somente trará à plena luz as coisas ocultas das trevas, mas também manifestará os desígnios dos corações; e, então, cada um receberá o seu louvor da parte de Deus.”

 

Nota NO TEMPO DO FIM: Cumpre-se Apoc 20:12 ...E vi os mortos, grandes e pequenos, em pé diante do trono; e abriram-se uns livros; e abriu-se outro livro, que é o da vida; e os mortos foram julgados pelas coisas que estavam escritas nos livros, segundo as suas obras.

 

Esta passagem confirma que o julgamento ocorrerá após o retorno do Senhor. Ou seja, dentro desse período de mil anos em que estarão reinando com Cristo nos céus.

 

Nota NO TEMPO DO FIM: Não fujamos do contexto dos versos 11 a 15 do capítulo 20 de Apocalipse!

 

Apocalipse 21: 1 – 11.

“Vi novo céu e nova terra, pois o primeiro céu e a primeira terra passaram, e o mar já não existe. Vi também a cidade santa, a nova Jerusalém, que descia do céu, da parte de Deus, ataviada como noiva adornada para o seu esposo. Então, ouvi grande voz vinda do trono, dizendo: Eis o tabernáculo de Deus com os homens. Deus habitará com eles. Eles serão povos de Deus, e Deus mesmo estará com eles. E lhes enxugará dos olhos toda lágrima, e a morte já não existirá, já não haverá luto, nem pranto, nem dor, porque as primeiras coisas passaram. E aquele que está assentado no trono disse: Eis que faço novas todas as coisas. E acrescentou: Escreve, porque estas palavras são fiéis e verdadeiras. Disse-me ainda: Tudo está feito. Eu sou o Alfa e o Ômega, o Princípio e o Fim. Eu, a quem tem sede, darei de graça da fonte da água da vida. O vencedor herdará estas coisas, e eu lhe serei Deus, e ele me será filho. Quanto, porém, aos covardes, aos incrédulos, aos abomináveis, aos assassinos, aos impuros, aos feiticeiros, aos idólatras e a todos os mentirosos, a parte que lhes cabe será no lago que arde com fogo e enxofre, a saber, a segunda morte. Então, veio um dos sete anjos que têm as sete taças cheias dos últimos sete flagelos e falou comigo, dizendo: Vem, mostrar-te-ei a noiva, a esposa do Cordeiro; e me transportou, em espírito, até a uma grande e elevada montanha e me mostrou a santa cidade, Jerusalém, que descia do céu, da parte de Deus, a qual tem a glória de Deus. O seu fulgor era semelhante a uma pedra preciosíssima, como pedra de jaspe cristalina”.

 

Para finalizar gostaria de citar outras palavras de Paulo e mais uma vez as palavras de nosso Senhor Jesus, para vossa meditação.

 

Filipenses 3:20-21 “Pois a nossa pátria está nos céus, de onde também aguardamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo, o qual transformará o nosso corpo de humilhação, para ser igual ao corpo da sua glória, segundo a eficácia do poder que ele tem de até subordinar a si todas as coisas.”

 

Esta é a confirmação do apostolo Paulo da certeza de que a nossa ida ao céu não é uma ilusão, mas um fato concreto.

 

Nota NO TEMPO DO FIM: Não deixemos de contextualizar... Paulo apenas afirma que, naquele momento, a nossa pátria está no Céus.. Note: de onde também aguardamos o Salvador!

 

Prezados irmãos; O que foi que Paulo disse? “A nossa pátria está nos céus”. E é de lá que também aguardamos o nosso Salvador. Se a nossa pátria está nos céus conforme nos disse o apostolo Paulo com toda a clareza, para onde é que Jesus nos levará assim que retornar em poder e grande glória? Porque Jesus disse aos seus apóstolos que os levaria, quando na verdade (segundo este grupo denominacional) deveria tê-los dito que voltaria para permanecer entre eles para sempre?

Conforme nos prometeu, Cristo foi preparar um lugar. E disse: Voltarei e vos levarei. Ora... Jesus foi preparar nossas moradas aonde? Desacreditar ou tentar mudar esta clara afirmação é o mesmo que chamar á Jesus de mentiroso. É isso o que algumas pessoas estão afirmando (ainda que inconscientemente) quando ensinam que ninguém ou que apenas parte de um grupo é que vai estar com Cristo nos céus. Veja irmãos, se apenas um pequeno grupo de pessoas terá o privilégio de estar com Jesus nos céus, (visto que é inegável o fato de que as escrituras declaram ser o céu a recompensa para os salvos), como fica a promessa de Jesus a todos os vendedores? E suas palavras quando disse: João 17: 20-24. “Não rogo somente por estes, mas também por aqueles que vierem a crer em mim, por intermédio da sua palavra;... Pai, aqueles que me deste quero que, onde eu estiver, também eles estejam comigo...”. Teria Jesus inventado algo que não era verdadeiro? Crer que não há um céu a ser alcançado é quase crer, que não existe, nem mesmo um céu.  Isso é um absurdo e contraria frontalmente o que nos diz a Bíblia de acordo com todos os textos claros que acabamos de citar.

 

Finalmente:

João 18: 36. “Respondeu Jesus: O meu reino não é deste mundo. Se o meu reino fosse deste mundo, os meus ministros se empenhariam por mim, para que não fosse eu entregue aos judeus; mas agora o meu reino não é daqui.”.

 

Nota NO TEMPO DO FIM: Note o nosso grifo!

 

O céu é ou não um lugar? Se o céu é um lugar real e não apenas uma condição de estado espiritual, então não podemos negar que quando Jesus disse: Vou preparar-vos lugar, este lugar de fato é o céu. Mas se o céu não é um lugar real, então Deus não esta em lugar algum. E afirmar isso é ir contra o que claramente as escrituras afirmam.

 

Nota NO TEMPO DO FIM: Não posso concordar com o irmão quando afirma que foi dito que o Céu não é um lugar real, apenas pude observar que foi dito que NÃO iremos habitar com Cristo, nos céus!!!

 

A escolha fica por sua conta meu irmão e minha irmã, a decisão é sua.

Prezados irmãos,

Não esgotamos aqui todo assunto por meio deste resumido material. Certamente ainda poderia citar e comentar muitos outros textos que acredito, podem ser excelentes argumentos de apoio a minha fé em uma ida dos salvos aos céus. Não busquei neste material contestar todos os textos que são usados para apoiar a crença de um milênio na terra. Se for necessário, faremos em outro artigo. Desejo que Deus o abençoe e que ilumine vossos caminhos, dando-lhes o entendimento correto de toda a verdade assim como a mim também, se de alguma forma eu esteja enganado. Seu irmão, amigo e servo em Cristo.

 

Nota NO TEMPO DO FIM: Amém!!!

 

Milton Figueiredo

Ministério Adventista Bereano – RJ

 

 Porque os retos habitarão a terra, e os íntegros permanecerão nela.

 Mas os ímpios serão exterminados da terra, e dela os aleivosos serão desarraigados. Prov 2:21-22 (Leia Salmos 37).

 


Você está preparado espiritualmente? Sua família está preparada? Você está protegendo seus amados da forma adequada? Esta é a razão deste ministério, fazê-lo compreender os perigos iminentes e depois ajudá-lo a criar estratégias para advertir e proteger seus amados. Após estar bem treinado, você também pode usar seu conhecimento como um modo de abrir a porta de discussão com uma pessoa que ainda não conheça o plano da salvação. Já pude fazer isso muitas vezes e vi pessoas receberem Jesus Cristo em seus corações. Estes tempos difíceis em que vivemos também são um tempo em que podemos anunciar Jesus Cristo a muitas pessoas.

Se você recebeu Jesus Cristo como seu Salvador pessoal, mas vive uma vida espiritual morna, precisa pedir perdão e renovar seus compromissos. Ele o perdoará imediatamente e encherá seu coração com a alegria do espírito de Deus. Em seguida, você precisa iniciar uma vida diária de comunhão, com oração e estudo da Bíblia.

Se você nunca colocou sua confiança em Jesus Cristo como Salvador, mas entendeu que Ele é real e que o Fim dos Tempos está próximo, e quer receber o Dom Gratuito da Vida Eterna, pode fazer isso agora, na privacidade do seu lar. Após confiar em Jesus Cristo como seu Salvador, você nasce de novo espiritualmente e passa a ter a certeza da vida eterna em Seu Reino, como se já estivesse com Ele.  Se quiser saber como nascer de novo, CLIC AQUI AGORA!!!

No entanto, se a dificuldade está nas doutrinas (de homens) que a sua igreja prega, siga então o último conselho bíblico: Saia dela Povo Meu! Apoc 18:4.

...E, se Eu for e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos tomarei para Mim mesmo, para que onde Eu estiver estejais vós também. João 14:3

Esperamos que este ministério seja uma bênção em sua vida. Nosso propósito é educar e advertir as pessoas, para que vejam que Jesus está às portas!!!

Que Deus o abençoe.

 

HOME

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

..