Make your own free website on Tripod.com

Monte Sinai

 
9 - Satanás, pecados e sofrimentos; porque DEUS permite?

 

 

 

1. MUITOS se confessam perplexos com as estranhas contradições que se vêem no mundo. Observamos dois princípios opostos operando por toda parte em a Natureza. Enquanto um opera para restaurar, para regenerar e abençoar, o outro tende a degradar, a despedaçar e destruir. Por um lado, observamos um Mestre Artista ornando campos e jardins com flores de magníficas cores, delicadas formas e fragrante aroma; refrescando a terra com orvalho e chuva, enchendo o mundo de alimento para o homem e o animal; e concedendo bênçãos mediante mil e um canais. Por outro lado, testemunhamos agências destruidoras constantemente exercendo seu sinistro poder: uma nuvem de insetos destrói a vegetação, um tufão devasta cidades e povoados e pestilências arrebatam vidas de milhões de criaturas.

2. Também observamos duas influências opostas em operação no homem. Uma tende a elevar, refinar e enobrecer enquanto a outra rebaixa, degrada e perverte. Notamos que alguns homens são generosos, bons e verazes enquanto outros revelam-se egoístas, enganadores e vis. Lado a lado podem-se ver rosas e espinhos, alegria e tristeza, esperança e desespero, saúde e enfermidade, vida e morte. Do ponto de vista meramente humano parece difícil entender esses estranhos e conflitantes fenômenos e esse frustrante dualismo. Daí que muitos são levados a indagar: "Poderia dar-se o caso de que Deus, que é justo e bom e verdadeiro, criou o que é mau? É Ele responsável por essa mistura de contradições? É o benevolente Criador autor também de toda angústia, miséria, luta e guerra que se vêem em abundância no mundo?

Luz Sobre o Assunto

3. As sagradas Escrituras somente, lançam luz sobre essas questões enigmáticas. Estudemos o Gênesis, livro dás primeiras causas, para ter resposta a esses chocantes problemas.

Após haver criado este mundo em seis dias literais,

- "Viu Deus tudo quanto fizera, e eis que era muito bom." Gênesis 1:31.

Ao contemplar com Seus penetrantes olhos Sua obra completada não percebeu o Criador qualquer falha ou deficiência que pudesse macular sua perfeita harmonia. Aos olhos do Arquiteto Mestre e Sustentador de tudo, este mundo não era somente tobh (bom), mas tobh me'od (muito bom). Tão bela era a Terra ao emergir das mãos de seu Autor que "as estrelas da alva juntas alegremente cantavam, e rejubilavam todos os filhos de Deus." Jó 38:7.

O Tentador Identificado Por Nome

4. O 1° homem e a 1ª mulher formados pelo Senhor refletiam a perfeição então visível por toda parte em a Natureza. "Deus fez o homem reto." Eclesiastes 7:29. Em Gênesis, capítulo 3, lemos que a serpente foi o meio usado para enganar nossos primeiros pais e levá-los a transgredir a clara ordem divina. Assim, por sua desobediência, o homem trouxe sofrimento, dor e miséria sobre o mundo.

Quem é a verdadeira "serpente" que levou o homem ao pecado? As Escrituras Sagradas ensinam que ele não é outro senão Satanás que engana o mundo inteiro. A palavra hebraica "satan" significa "adversário". Por todas as Escrituras, Satanás; é revelado como o inimigo e adversário de Deus e do homem.

Moisés Maimônides, em sua obra Guia dos Perplexos, declara:

"Outro comentário digno de nota do Midrash, feito por nossos sábios, é o seguinte: 'A serpente teve um cavaleiro.... e foi o cavaleiro que tentou Eva; esse cavaleiro era Samael.' Samael é o nome geralmente aplicado por nossos sábios a Satanás .... O maior ódio existe entre a serpente e Eva, e entre sua semente e a semente dela; sendo a semente dela indubitavelmente também a semente do homem." - Pág. 217 (Tradução de M. Friedlander, segunda edição, revista. Routledge e Kegan Paul, Ltd. London: 1951).

De acordo com a Enciclopédia Judaica, vol. 11, pág. 69, col. 2, art. "Satanás", os sábios talmúdicos ensinavam que "Samael, o senhor dos satãs, era um poderoso príncipe dos anjos no céu (Gen. R. xix)," e "que ele foi criado e não é eterno." Também: "A serpente de Gên. 3 é identificada com Satanás," e "Satanás é o arquiinimigo do Messias." - Id., pág. 70, col. 2.

5. Há aqueles que negam a existência de Satanás alegando jamais o terem visto. Mas na realidade, as maiores forças da Natureza são invisíveis. Nós não vemos a eletricidade, o ar, a gravitação, o calor e o frio; contudo sabemos que existem porque todos temos visto e sentido os efeitos dessas forças. Assim também, embora seja verdade que não vemos realmente a Satanás, podemos SABER que ele existe mediante AQUILO QUE FAZ! Do mesmo modo, e por meio das revelações das Escrituras Sagradas, explica-se a origem do conflito entre as forças do bem e do mal que está tendo lugar em seu coração. Você anela fazer o que é certo, mas descobre que há outro poder no seu íntimo impelindo-o a fazer o que é errado, e que deliberadamente o arrasta para baixo. Esse poder que nos induz ao pecado é de Satanás.

A Origem do Diabo

6. De onde procede Satanás e qual é sua origem e história? Tratar-se-ia de um espírito, uma sardônica criatura mefistofeliana, como a superstição popular o retrata, com chifres, patas, espeto e cauda pontuda? Uma vez que Deus somente criou o que é bom, como podemos entender a existência de Satanás? Se for verdade que Ele o criou como tal, poderíamos pensar que Deus é responsável por todo o mal que existe no mundo.

7. As Escrituras nos informam que Satanás é um ser real, mas que Deus não o criou como um ser investido de maus atributos.

Em Ezequiel 28:12-19 encontramos um curto esboço biográfico do maligno. Falando dele como o verdadeiro governante por trás do trono do ímpio rei de Tiro, o profeta torna claro que o pecado originou-se naquele que certa feita fora chamado "querubim ungido que cobre", um ser angélico que era o "sinete da perfeição, cheio de sabedoria e formosura " Versos 12 e 14. O salmista nos diz que Deus "está entronizado acima dos querubins." Salmo 99:1. Ver também I Samuel 4:4; II Samuel 6:2; II Reis 19:15; I Crônicas 13:6; Salmos 80:2; (saías 37:16. Dessas passagens e da descrição do tabernáculo mosaico - que constituía uma representação miniaturizada do Templo de Deus no Céu - apreendemos que Lúcifer, que era chamado "o Brilhante" no texto hebraico, havia sido o mais elevado dos querubins, ou anjos, que serviam em torno da Divindade. Segundo (saías 14:12, Lúcifer habitara o Céu antes de sua expulsão. O profeta hebreu escreveu com respeito a ele:

- "Como caíste do Céu, ó estrela da manhã, filho da alva! Como foste lançado para a Terra, tu que debilitavas as nações!" (saías 14:12.

Outro profeta diz o seguinte a respeito dele: "Perfeito eras nos teus caminhos desde o dia em que foste criado, até que se achou iniqüidade em ti." Ezequiel 28:15.

Luz adicional é lançada sobre a queda de Lúcifer por (saías:

- "Como caíste do Céu, ó estrela da manhã, filho da alva! Como foste lançado para a Terra, tu que debilitavas as nações! Tu dizias no teu coração: Eu subirei ao Céu; acima das estrelas de Deus exaltarei o meu trono, e no monte da congregação me assentarei, nas extremidades do Norte; subirei acima das mais altas nuvens, e serei semelhante ao Altíssimo." (saías 14:12-14.

Faz-se evidente das declarações prévias que o querubim chamado Lúcifer foi criado perfeito e permaneceu sem pecado até que "se achou iniqüidade" nele. Recusando glorificar seu Autor, Lúcifer tornou-se Satanás ao buscar exaltar-se à igualdade com Deus. Note-se quão freqüentemente sua vontade própria se manifesta ao ele repetir desafiadoramente as palavras, "Eu subirei ... [eu] exaltarei ... [eu] me assentarei". Isso indica sua determinação egoísta de seguir os próprios caminhos. Esse mesmo atributo de interesse próprio pode ser visto em todos que recusam prestar homenagem e obediência a seu Criador.

 

Lúcifer Se Tornou Satanás

9. Assim vemos que Deus não criou Satanás. Ele criou Lúcifer, o querubim cobridor, um belo e exaltado anjo Contudo, orgulho dominou o coração de Lúcifer e ele se tornou exaltado, desafiador e rebelde. A Escritura declara:

"Elevou-se o teu coração por causa da tua formosura, corrompeste a tua sabedoria por causa do teu resplendor." Ezequiel 28:17.

Ele rebelou-se contra o governo de Deus e cobiçou a honra, a glória e o poder que são prerrogativas do Criador somente. Ademais, empenhou-se em conseguir a adoração e homenagem dos outros anjos para si em vez de procurar fazer a Deus supremo em suas afeições e aliança. Onde paz, harmonia e amor haviam até então reinado Lúcifer introduziu a discórdia, o ciúme e a disputa. Esse ser que outrora fora puro, reto, nobre e santo, mediante a transgressão tornou-se egoísta, traiçoeiro, enganador e vil. Lúcifer, a "estrela da manhã", tornou-se Satanás, o adversário.

10. Essa rebelião, que teve início no coração de Satanás, foi dirigida contra a lei de Deus que é o fundamento de Seu governo. Satanás foi o primeiro transgressor desses sagrados preceitos. Ele pecou desde o princípio. Nas Sagradas Escrituras o pecado é definido como transgressão da lei de Deus.

11. Assim, vemos que desde seu próprio início, a grande controvérsia girou em torno da lei de Deus. Satanás alegava ser ela injusta por impor restrições sobre os anjos e requerer submissão e obediência irrestrita de todas as inteligências criadas.

Satanás teve êxito em induzir muitos dos anjos a unirem-se a ele em sua revolta contra o governo de Deus. Logo, guerra aberta explodiu no céu. Satanás e seus anjos revoltaram-se contra Deus e Seus anjos leais, mas as hostes do mal foram derrotadas. Finalmente, Satanás e seus anjos foram banidos do Céu e lançados para a Terra.

12. O leitor indubitavelmente perguntará: Por que Satanás não foi destruído imediatamente após sua rebelião? Por que permitiu-se que ele vivesse e exercesse sua perniciosa e degradante influência sobre Adão e o resto da raça humana? Sua execução primária não teria poupado este mundo de infindáveis sofrimentos, dor e morte?

Houvesse Deus destruído Satanás imediatamente após sua rebelião, os habitantes do Céu poderiam tê-lO considerado injusto, uma vez que não compreendiam ainda a natureza terrível e as tremendas conseqüências do pecado. Assim, a influência do enganador e o espírito de rebelião não teriam sido integralmente erradicados. Muitos teriam servido a Deus por temor, antes que por amor. Uma vez que somente o serviço de amor pode ser aceitável a Deus, a aliança de todas as Suas inteligências criadas deve firmar-se na convicção de que Ele é justo e correto em todos os Seus caminhos.

13. Foi necessário que Deus permitisse a Satanás levar avante sua obra de ódio j rebelião a fim de que sua verdadeira natureza e tendência pudessem ser vistas por todos. Lúcifer havia sido altamente exaltado e era grandemente apreciado pelos seres celestiais. Ele havia de maneira sutil empregado sofisma e mentira para atingir seus objetivos, e seu poder de engano era grande. Tempo precisava ser-lhe concedido, portanto, para que manifestasse seu verdadeiro caráter de modo a que suas obras iníquas pudessem ser discernidas por todos. O Universo inteiro precisa ver o enganador desmascarado. A justa e perfeita lei de Deus precisa ser vindicada perante as cortes celestiais.

 

Satanás no Jardim do Éden

14. Após Satanás ter sido lançado do Céu, apareceu no Jardim do Éden, onde Adão e Eva moravam. Ele aguardou uma oportunidade em que Eva estivesse sozinha, e em vez de aparecer como um anjo ímpio, valeu-se da serpente como seu meio de comunicação. A serpente originalmente foi uma impressionante criatura. E em vista de a encontrarmos na árvore, concluímos ser provável que se tratasse de uma criatura alada. Nessa época não se arrastava sobre o ventre; mas devido ao fato de que Satanás a utilizou para seu sutil engano, o Senhor declarou:

- "Visto que isso fizeste, maldita és entre todos os animais domésticos, e o és entre todos os animais selváticos: rastejarás sobre o teu ventre, e comerás pó todos os dias da tua vida." Gênesis 3:14.

15. Após Satanás ter aparecido na forma de uma serpente na árvore do conhecimento do bem e do mal, ele aguardou uma oportunidade em que Eva saísse num passeio desacompanhada do marido. Certo dia ocorreu tal oportunidade e encontramos registrada em Gênesis 3 a conversa que se passou entre Satanás e Eva:

- "Mas a serpente, mais sagaz que todos os animais selváticos que o Senhor Deus tinha feito, disse à mulher: É assim que Deus disse: Não comereis de toda árvore do jardim? Respondeu-lhe a mulher: Do fruto das árvores do jardim podemos comer, mas do fruto da árvore que está no meio do jardim, disse Deus: Dele não comereis, nem tocareis nele, para que não morrais. Então a serpente disse à mulher: É certo que não morrereis. Porque Deus sabe que no dia em que dele comerdes se vos abrirão os olhos e, como Deus, sereis conhecedores do bem e do mal. Vendo a mulher que a árvore era boa para se comer, agradável aos olhos, e árvore desejável para dar entendimento, tomou-lhe do fruto e comeu, e deu também ao marido, e ele comeu." Versos 1-6.

16. Embora Adão e Eva houvessem sido advertidos de que se comessem do fruto certamente morreriam, desobedeceram mesmo assim a Deus devido à tentação satânica. Com isso o pecado ingressou no mundo. Mas Satanás não cessou de tentar, pois ele e os anjos ímpios, seus seguidores que foram expulsos do Céu com ele, estão continuamente tentando o homem ao pecado. Para melhor revelar como isto é feito, fixemo-nos no relato de Jó 1:1 a Jó 2:10 que assim reza:

- "Havia um homem na terra de Uz, cujo nome era Jó; homem íntegro e reto, temente a Deus, e que se desviava do mal.

"Nasceram-lhe sete filhos e três filhas. Possuía sete mil ovelhas, três mil camelos, quinhentas juntas de bois, e quinhentas jumentas; era também mui numeroso o pessoal ao seu serviço, de maneira que este homem era o maior de todos os do Oriente. "Seus filhos iam às casas uns dos outros e faziam banquetes, cada um por sua vez, e mandavam convidar as suas três irmãs a comerem e beberem com eles. Decorrido o turno de dias de seus banquetes, chamava Jó a seus filhos e os santificava; levantava-se de madrugada, e oferecia holocaustos segundo o número de todos eles, pois dizia: Talvez tenham pecado os meus filhos, e blasfemado contra Deus em seu coração. Assim o fazia Jó continuamente.

"Num dia em que os filhos de Deus [representantes de outros mundos? Jó 38:4-7) vieram apresentar-se perante o Senhor, veio também Satanás entre eles. Então perguntou o Senhor a Satanás: Donde vens? Satanás respondeu ao Senhor e disse: De rodear a terra, e passear por ela."

"Perguntou ainda o Senhor a Satanás: Observaste o Meu servo Já? porque ninguém há na terra semelhante a ele, homem íntegro e reto, temente a Deus, e que se desvia do mal.

"Então respondeu Satanás ao Senhor: Porventura Jó debalde teme a Deus? Acaso não o cercaste com sebe, a ele, a sua casa e a tudo quanto tem? a obra de suas mãos abençoaste, e os seus bens se multiplicaram na terra. Estende, porém, a tua mão, e toca-lhe em tudo quanto tem, e verás se não blasfema contra ti na tua face!

"Disse o Senhor a Satanás: Eis que tudo quanto ele tem está em teu poder; somente contra ele não estendas a tua mão. E Satanás saiu da presença do Senhor.

"Sucedeu um dia, em que seus filhos e suas filhas comiam, e bebiam vinho na casa do irmão primogênito, que veio um mensageiro a Jó, e lhe disse: Os bois lavravam, e as jumentas pasciam junto a eles: de repente deram sobre eles os sabeus. e os levaram, e mataram aos servos ao fio da espada; só eu escapei, para trazer-te a nova.

"Falava este ainda quando veio outro, e disse: Fogo de Deus caiu do céu, e queimou as ovelhas e os servos, e os consumiu; só eu escapei, para trazer-te a nova.

"Falava este ainda quando veio outro, e disse: Dividiram-se os caldeus em três bandos, deram sobre os camelos, e os levaram, e mataram os servos ao fio da espada; só eu escapei para trazer-te a nova.

"Também este falava ainda quando veio outro, e disse: Estando teus filhos e tuas filhas comendo e bebendo vinho, em casa do irmão primogênito, eis que se levantou grande vento da banda do deserto, e deu nos quatro cantos da casa, a qual caiu sobre eles; e morreram; só eu escapei, para trazer-te a nova.

"Então Jó se levantou, rasgou o seu manto, rapou a cabeça, e lançou-se em terra, e adorou; e disse: Nu saí do ventre de minha mãe, e nu voltarei; o Senhor o deu, e o Senhor o tomou; bendito seja o nome do Senhor!

"Em tudo isto Jó não pecou, nem atribuiu a Deus falta alguma.

"Num dia, em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o Senhor, veio também Satanás entre eles apresentar-se perante ele.

"Então o Senhor disse a Satanás: Donde vens? Respondeu Satanás ao Senhor, e disse: De rodear a terra, e passear por ela.

"Perguntou o Senhor a Satanás: Observaste o Meu servo Jó? porque ninguém há na terra semelhante a ele, homem íntegro e reto, temente a Deus, e que se desvia do mal. Ele conserva a sua integridade embora me incitasses contra ele, para o consumir sem causa.

 

"Então Satanás respondeu ao Senhor: Pele por pele, e tudo quanto o homem tem dará pela sua vida. Estende, porém, a tua mão, toca-lhe nos ossos e na carne, e verás se não blasfema contra ti na tua face!

"Disse o Senhor a Satanás: Eis que ele está em teu poder; mas poupa-lhe a vida. "Então saiu Satanás da presença do Senhor, e feriu a Jó de tumores malignos, desde a planta do pé até ao alto da cabeça. Jó sentado em cinza, tomou um caco para com ele raspar-se.

"Então sua mulher lhe disse: Ainda conservas a tua integridade? Amaldiçoa a Deus e morre.

"Mas ele lhe respondeu: Falas como qualquer doida; temos recebido o bem de Deus, e não receberíamos também o mal? Em tudo isto não pecou Jó com os seus lábios." 17. Para saber como Satanás tenta o homem ao pecado, temos somente que ler o relato na Bíblia de como Davi toi tentado por Satanás para numerar Israel, algo que Deus havia proibido. Lemos em I Crônicas 21: 1-27 com respeito a isso:

- "Então Satanás se levantou contra Israel, e incitou Davi a levantar o censo de Israel. Disse Davi a Joábe e aos chefes do povo: Ide, levantai o censo de Israel desde Berseba até Dá.... Então disse Joábe: ... Por que trazer assim culpa sobre Israel? Porém a palavra do rei prevaleceu contra Joábe; pelo que saiu Joábe, e percorreu todo o Israel; então voltou para Jerusalém. . . . Tudo isto desagradou a Deus, pelo que feriu a Israel. . .. Enviou Deus um anjo a Jerusalém, para a destruir; ao destruí-la, olhou o Senhor, e Se arrependeu do mal, e disse ao anjo destruidor: Basta, retira agora a tua mão. O anjo do Senhor estava junto à eira de Ornã, o jebuseu. ... Disse Davi a Deus: Não sou eu o que disse que se contasse o povo? Eu é que pequei, eu é que fiz muito mal; ... Ah! Senhor, meu Deus, seja, pois, a Tua mão contra mim, e contra a casa de meu pai, e não para castigo do Teu povo. . . . Edificou ali um altar ao Senhor, ofereceu nele holocaustos e sacrifícios pacíficos e invocou o Senhor, o qual lhe respondeu com fogo do céu sobre o altar do holocausto. O Senhor deu ordem ao anjo, e ele meteu a sua espada na bainha."

18. Esses relatos na Bíblia ilustram como Satanás está constantemente trabalhando contra o homem para levá-lo ao pecado. Ele não apenas tenta o homem ao pecado, mas até traz calamidade sobre a terra, como Isaías 14:15-17 mostra:

- "Contudo serás precipitado para o reino dos mortos, no mais profundo do abismo. Os que te virem te contemplarão, hão de fitar-te e dizer-te: É este o homem que fazia estremecer a terra, e tremer os reinos? Que punha o mundo como um deserto, e assolava as suas cidades? que a seus cativos não deixava ir para suas casas?"

19. Conquanto Satanás seja o inimigo do homem e inimigo de Deus, e inimigo de Sua Palavra, a Bíblia, Deus é longânime e no devido tempo destruirá Satanás, seus anjos iníquos e todos os ímpios. E então criará um novo céu e uma nova Terra nos quais habita a justiça, sem qualquer pecado e nenhum Satanás para nos tentar. Para mostrar como Deus irá destruir Satanás, notemos o que declara Ezequiel 28:18, 19:

- "Pela multidão das tuas iniqüidades, pela injustiça do teu comércio profanaste os teus santuários; Eu, pois, fiz sair do meio de ti um fogo, que te consumiu e te reduziu a cinzas sobre a Terra, aos olhos de todos os que te contemplam. Todos os que te conhecem entre os povos estão espantados de ti; vens a ser objeto de espanto, e jamais subsistirás."

Estas sã ó palavras chocantes e auspiciosas que Deus pronunciou com respeito a Satanás quando predisse:

- "Fiz sair do meio de ti um fogo, que te consumiu, e te reduziu a cinzas sobre a Terra.... e jamais subsistirás." Versos 18 e 19.

20. Para ver melhor gomo Deus irá eliminar Satanás, o pecado e os pecadores, lemos ainda:

- "Pois eis que vem o dia, e arde como fornalha; todos os soberbos, e todos os que cometem perversidade, serão como o restolho; o dia que vem os abrasará, diz o Senhor dos Exércitos, de sorte que não lhes deixará nem raiz nem ramo. . . . Pisareis os perversos porque se farão cinzas debaixo das plantas de vossos pés naquele dia que preparei, diz o Senhor dos Exércitos." Malaquias 4:1, 3.

21. Aqui temos lido da Palavra de Deus como Satanás e outros pecadores serão consumidos até às cinzas e nunca mais existirão. Deus não tem prazer na morte do ímpio, pois assim no-lo diz em Ezequiel 33: 11, nestas palavras:

- "Dize-lhes: Tão certo como Eu vivo, diz o Senhor Deus, não tenho prazer na morte do perverso, mas em que o perverso se converta do seu caminho, e viva. Convertei-vos dos vossos maus caminhos; pois, por que haveis de morrer, ó casa de Israel?"

Deus deseja que Israel seja salvo, e Ele é longânime, pois isto é observado em Salmo 103:8, 10, 11:

- "O Senhor é misericordioso e compassivo; longânime e assaz benigno. ... Não nos trata segundo os nossos pecados, nem nos retribui consoante as nossas iniqüidades. Pois quanto o Céu se alteia acima da Terra, assim é grande a Sua misericórdia para com os que O temem."

22. E para, adicionalmente, sabermos como Deus destruirá Satanás, o pecado e o pecador, examinemos que mais a Bíblia diz:

- "Ele dos Céus me envia o Seu auxílio e me livra; cobre de vergonha os que me ferem. Envia a Sua misericórdia e a Sua fidelidade." Salmo 57:4.

- "Canta, à filha de Sião; rejubila, ó Israel; regozija-te, e de todo o coração exulta, ó filha de Jerusalém. O Senhor afastou as sentenças que eram contra ti, lançou fora o teu inimigo; o Rei de Israel, o Senhor, está no meio de ti; tu já não verás mal algum. Naquele dia se dirá a Jerusalém: Não temas, ó Sião, não se afrouxem os teus braços. O Senhor teu Deus está no meio de ti, poderoso para salvar-te; ele Se deleitará em ti com alegria; renovar-te-á no Seu amor, regozijar-se-á em ti com júbilo." - Sofonias 3:14-17.

23. Notem-se estas belas palavras:

- "Pois eis que Eu crio novos céus e nova Terra; e não haverá lembranças das coisas passadas, jamais haverá memória delas. Mas vós folgareis e exultareis perpetuamente no que Eu crio; porque eis que crio para Jerusalém alegria, e para o seu povo regozijo. E exultarei por causa de Jerusalém, e folgarei do Meu povo, e nunca mais se ouvirá nela nem voz de choro nem de clamor. ... E será que antes que clamem, eu responderei; estando eles ainda falando, eu os ouvirei." Isaías 65:17-19, 24.

- "Porque, como os novos céus e a nova Terra, que hei de fazer, estarão diante de mim, diz o Senhor, assim há de estar a vossa posteridade e o vosso nome. E será que de uma lua nova à outra, e de um sábado a outro, virá toda a carne a adorar perante Mim, diz o Senhor." Isaías 66:22, 23.

24. Cada manhã, ao nos levantarmos, elevemos a Deus uma oração para que nos mantenha livres das tentações de Satanás naquele dia.

 

INSTITUTO DA HERANÇA JUDAICA

Caixa Postal: 60836 - AG. C. Limpo

CEP  05788-360  /  São Paulo - SP

 

HOME