Make your own free website on Tripod.com

Monte Sinai

 
O Povo de D-US - 6

 

 

 

O nosso estudo sobre o Povo de Deus agora faz uma pausa e vai buscar no livro do profeta Isaias as promessas que o Eterno fez aos gentios desde que os mesmos obedecessem as suas determinações e abraçassem a aliança que o Eterno tinha com o seu povo e aceitassem as mesmas condições que o povo de Israel tinham aceitado, embora muitas vezes tenham desonrado esse acordo, o Senhor promete nesse versículos as mesmas condições para os gentios, e com isso os gentios tornavam-se herdeiros da promessa e tinham participação nas bênçãos prometidas a Israel. Vejamos como ele alerta o estrangeiro (gentios) que se achegassem ao seu povo e abraçassem a sua aliança:

Isaías 56:3   Não fale o estrangeiro que se houver chegado ao SENHOR, dizendo: O SENHOR, com efeito, me separará do seu povo; nem tampouco diga o eunuco: Eis que eu sou uma árvore seca.  

Ora, se agradamos o Senhor aceitando as condições que o mesmo tinha com o povo de Israel, tornávamos participantes das promessas, mas substituiríamos o seu povo? Note o irmão, que participar, quer dizer aceitar as condições de um sistema social e religioso que o Senhor tinha com o povo de Israel ( os mandamentos e a torah) .

Ele faz uma promessa aos eunucos que abraçassem a sua aliança e isso incluía os seus Sábados, porque isso agrada a Deus, já os tornava participantes do povo de Deus, participar não é substituir, é agregar, é aceitar as condições das quais nós já dissemos acima:

Isaías 56:4   Porque assim diz o SENHOR: Aos eunucos que guardam os meus sábados, escolhem aquilo que me agrada e abraçam a minha aliança.

Isaías 56:5   darei na minha casa e dentro dos meus muros, um memorial e um nome melhor do que filhos e filhas; um nome eterno darei a cada um deles, que nunca se apagará.

Estende essa promessa também aos estrangeiros que aceitassem as condições. Vejamos:

Isaías 56:6   Aos estrangeiros que se chegam ao SENHOR, para o servirem e para amarem o nome do SENHOR, sendo deste modo servos seus, sim, todos os que guardam o sábado, não o profanando, e abraçam a minha aliança.

Era isso que o apóstolo Paulo explica na sua epístola, quando nos alerta para não querermos ser donos daquilo que não nos pertence. Está muito claro que quando aceitamos essas condições, nos agregamos ao Povo de Deus, participamos dessas promessas. E pelo sacrifício de Jesus foi facilitada a nossa entrada na congregação de Israel, mas notem que em nenhum lugar Jesus disse que veio expulsar os israelitas de suas posses, condenou sim, o mau uso dos bens que a eles foram confiados, assim como muitos falsos Cristãos hoje negociam o nome de Deus em benefício de suas instituições religiosas ou em benefício próprio, tornando o nome do Eterno uma aberração entre os incrédulos.

Voltemos, pois ao livro de Romanos, quando o apóstolo fala da quebra, notem, de alguns ramos, mas não da árvore, e é nessa árvore que fomos enxertados “Abraçando a aliança que o Eterno tem com o povo de Israel”. Amém.

Romanos 11:19   Dirás, pois: Alguns ramos foram quebrados, para que eu fosse enxertado

Romanos 11:20   Bem! Pela sua incredulidade, foram quebrados; tu, porém, mediante a fé, estás firme. Não te ensoberbeças, mas teme.

Alerta-nos para não nos sermos orgulhosos dessa participação, mas temermos, sermos obedientes pela fé. Note também que se Deus não poupou nem os ramos naturais desobedientes, muito mais os enxertados que desobedecerem a aliança com o Eterno. Por isso nos alerta pela nossa permanência na aliança, confirmada pelo sacrifício de Jesus.

Romanos 11:21   Porque, se Deus não poupou os ramos naturais, também não te poupará.

Romanos 11:22   Considerai, pois, a bondade e a severidade de Deus: para com os que caíram, severidade; mas, para contigo, a bondade de Deus, se nela permaneceres; doutra sorte, também tu serás cortado.

Nestes versos ele fala que aqueles que se arrependerem serão enxertados de novo, isso se refere ao povo Judeu, certamente, pois a quem ele estava se dirigindo? Certamente era aos gentios que estavam ingressando na igreja e com certeza já estavam num processo de condenação ao povo Judeu, pois devemos notar que as cartas de Paulo sempre eram dirigidas a alguém ou as igrejas, quando havia alguns problemas locais para serem resolvidos, e com certeza os judeus já estavam tendo problemas de convivência com os gentios.

Daí vem o alerta para a nossa condição de gentios (ou não judeus), para não querermos substituir aqueles a quem o Eterno nomeou para serem os seus representantes aqui na terra. Se alguém errou, erro se conserta, bem explicado nesses versículos.

Romanos 11:23   Eles também, se não permanecerem na incredulidade, serão enxertados; pois Deus é poderoso para os enxertar de novo.  

Romanos 11:24   Pois, se foste cortado da que, por natureza, era oliveira brava e, contra a natureza, enxertado em boa oliveira, quanto mais não serão enxertados na sua própria oliveira aqueles que são ramos naturais!

Mais uma vez o apóstolo explica a diferença entre israelitas e gentios, o endurecimento do primeiro e a plenitude do segundo, através dos quais todo Israel será salvo. Alerta-nos ainda para termos cuidados com o nosso orgulho, e certamente nos por em nosso lugar, aceitando a nossa condição de enxerto, até que se complete o nosso tempo ( plenitude).

Romanos 11:25   Porque não quero, irmãos, que ignoreis este mistério (para que não sejais presumidos em vós mesmos): que veio endurecimento em parte a Israel, até que haja entrado a plenitude dos gentios.

Romanos 11:26   E, assim, todo o Israel será salvo, como está escrito: Virá de Sião o Libertador e ele apartará de Jacó as impiedades.

E como está escrito “Esta é a minha aliança”, com quem? Quando diz eles, se refere a quem? Certamente ao povo judeu.

Romanos 11:27   Esta é a minha aliança com eles, quando eu tirar os seus pecados.

Justifica e explica o porque da inimizade do povo judeu ao evangelho, porque fomos nós os causadores disso, mas amados e eleitos, pois deles são os patriarcas, os fundadores da fé no Deus único. Isso é fácil de entender. Não precisa de muita conversa. E porque deles também nasceu o Salvador.

Romanos 11:28   Quanto ao evangelho, são eles inimigos por vossa causa; quanto, porém, à eleição, amados por causa dos patriarcas;  

Romanos 11:29   porque os dons e a vocação de Deus são irrevogáveis.

Se hoje temos a misericórdia, devemos ser gratos a essa desobediência, que sabemos ser temporária, conforme já foi explicado anteriormente. Amém.

 

Essa desobediência redundou em bênçãos para nós, porque através dela alcançamos a tão almejada misericórdia, tendo em vista a desobediência dos judeus, mas este mesmos fazem parte do plano de Deus para a nossa salvação e a deles também.

Romanos 11:30   Porque assim como vós também, outrora, fostes desobedientes a Deus, mas, agora, alcançastes misericórdia, à vista da desobediência deles,  

Romanos 11:31   assim também estes, agora, foram desobedientes, para que, igualmente, eles alcancem misericórdia, à vista da que vos foi concedida.  

Romanos 11:32   Porque Deus a todos encerrou na desobediência, a fim de usar de misericórdia para com todos.  

Aqui nestes versículos o apóstolo faz uma apologia a sabedoria de Deus, ao usar esse povo para que, através deles viesse a salvação a todos nós. Em nada justificaria a Deus usar esse povo para por, por intermédio deles o seu nome, e depois atirá-los ao mundo para que padecessem eternamente perseguições e castigos por toda a eternidade, pois isto não faz parte dos atributos do Eterno, prometer e voltar atrás.

Romanos 11:33   Ó profundidade da riqueza, tanto da sabedoria como do conhecimento de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis, os seus caminhos!

Romanos 11:34   Quem, pois, conheceu a mente do Senhor? Ou quem foi o seu conselheiro?

Romanos 11:35   Ou quem primeiro deu a ele para que lhe venha a ser restituído?  

Romanos 11:36   Porque dele, e por meio dele, e para ele são todas as coisas. A ele, pois, a glória eternamente. Amém  

Portanto irmãos tivemos aqui um pequeno estudo sobre o povo de Deus, mas não encerramos aqui a nossa fase desses estudos. Tivemos a oportunidade de ver através da Palavra de Deus, quanto grandioso foi o plano de Deus para nos levar ao conhecimento de suas verdades. Por esse estudo entendemos um pouco do plano de Deus para nos salvar. O plano é tão grandioso que envolve uma nação inteira para nos por diante dele, e através deste mesmo povo enviou seu filho para ser nosso sacrifício perpétuo, nos agregar as promessas desse povo, e nos tornar seus filhos, tornando-nos, como disse em Isaias 56, que, se a nossa vocação fosse  servi-lo, o nosso nome também seria gravado eternamente e jamais seria esquecido. Amém.  

Mais uma vez quero lembrar aos irmãos os versículos que nos alertam para não querermos fazer o uso do nome de judeus pensando que isso nos beneficiará. É comum hoje em dia a gente encontrar denominações religiosas se auto intitulando ser o povo de Deus, principalmente nestes últimos dias. Vejamos então através desses versículos o alerta que temos no livro de Apocalipse sobre essa questão:

Apocalipse 2:9   Conheço a tua tribulação, a tua pobreza (mas tu és rico) e a blasfêmia dos que a si mesmos se declaram judeus e não são, sendo, antes, sinagoga de Satanás.

Apocalipse 3:9   Eis farei que alguns dos que são da sinagoga de Satanás, desses que a si mesmos se declaram judeus e não são, mas mentem, eis que os farei vir e prostrar-se aos teus pés e conhecer que eu te amei.

 

POR ISSO EU TE LOUVAREI ENTRE OS QUE NÃO SÃO JUDEUS E CANTAREI LOUVORES A TI” Romanos 15: 9 ( 2ª parte )

 

“VOCÊS QUE NÃO SÃO JUDEUS, ALEGREM-SE COM O POVO ESCOLHIDO DE DEUS” Romanos 15: 10 ( 2ª parte )

Tradução na linguagem de hoje.

 

LEIA TAMBÉM:

O Povo de Deus - 1

O Povo de Deus - 2

O Povo de Deus - 3

O Povo de Deus - 4

O Povo de Deus - 5

O Vale de Ossos Secos

 

 


Você está preparado espiritualmente? Sua família está preparada? Você está protegendo seus amados da forma adequada? Esta é a razão deste ministério, fazê-lo compreender os perigos iminentes e depois ajudá-lo a criar estratégias para advertir e proteger seus amados. Após estar bem treinado, você também pode usar seu conhecimento como um modo de abrir a porta de discussão com uma pessoa que ainda não conheça o plano da salvação. Já pude fazer isso muitas vezes e vi pessoas receberem Jesus Cristo em seus corações. Estes tempos difíceis em que vivemos também são um tempo em que podemos anunciar Jesus Cristo a muitas pessoas.

Se você recebeu Jesus Cristo como seu Salvador pessoal, mas vive uma vida espiritual morna, precisa pedir perdão e renovar seus compromissos. Ele o perdoará imediatamente e encherá seu coração com a alegria do espírito de Deus. Em seguida, você precisa iniciar uma vida diária de comunhão, com oração e estudo da Bíblia.

Se você nunca colocou sua confiança em Jesus Cristo como Salvador, mas entendeu que Ele é real e que o Fim dos Tempos está próximo, e quer receber o Dom Gratuito da Vida Eterna, pode fazer isso agora, na privacidade do seu lar. Após confiar em Jesus Cristo como seu Salvador, você nasce de novo espiritualmente e passa a ter a certeza da vida eterna em Seu Reino, como se já estivesse com Ele.  Se quiser saber como nascer de novo, CLIC AQUI AGORA!!!

No entanto, se a dificuldade está nas doutrinas (de homens) que a sua igreja prega, siga então o último conselho bíblico: Saia dela Povo Meu! Apoc 18:4.

...E, se Eu for e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos tomarei para Mim mesmo, para que onde Eu estiver estejais vós também. João 14:3

Esperamos que este ministério seja uma bênção em sua vida. Nosso propósito é educar e advertir as pessoas, para que vejam que Jesus está às portas!!!

Que Deus o abençoe.

 

Clic Aqui para enviar esta Matéria para um amigo!

 

HOME

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

..